A IGREJA E MISSÕES - TIMOR LESTE


“Em verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos por amor de Mim e por amor do Evangelho, que não recebe, já no presente, o cêntuplo de casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições; e, no mundo por vir, a vida eterna.” Marcos 10:29-30.

Queridos irmãos,

Antes que a sua atenção seja dirigida aos próximos dias de jogos da Copa do Mundo, permita-nos compartilhar um pouco do andamento das nossas atividades. Enquanto isso, conforme o progresso de algumas das nossas atividades, desafios, alegrias e expectativas vão surgindo. O Senhor tem sido zeloso e em tudo demonstrado Sua graça.

Nossa viagem para Ambon foi uma experiência muito gratificante. Durante uma semana, Pr. Carlos e eu compartilhamos com irmãos do mundo inteiro sobre os desafios que ainda temos pela frente na tradução das Escrituras no Timor-Leste. Eu fiquei hospedado com uma família Ambonesa muito hospitaleira. Como disse em nosso último e-mail, essa foi uma das ilhas da Indonésia com alto índice de perseguição aos cristãos. Aprendemos muito com as feridas de nossos irmãos em Cristo, que sempre que lembravam dos episódios de perseguição, reforçavam a importância de perdoar e amar os nossos inimigos. Sr. Hino e Sra. Ace me ensinaram, com simplicidade, como hospedar e cuidar de um visitante. Pr. Carlos e eu fomos muito abençoados nesta semana.

Em Kupang, Helem e a equipe de tradução para a língua Mambae concluíram a primeira revisão do Evangelho de Marcos. Como este é o primeiro livro, é necessário um cuidado ainda maior, exigindo várias verificações e revisões, especialmente dos termos-chaves. Ainda temos muitas etapas a vencer até a publicação do livro de Marcos.

Ao mesmo tempo, começamos o livro de Marcos para a língua Makasae. Estávamos na expectativa com o timorense que integraria a equipe por sua falta de experiência em tradução. O Senhor foi bondoso e o tem capacitado a realizar um ótimo trabalho. Ainda em Kupang, conversei com ele sobre as dificuldades e obstáculos que ele também enfrentaria, fazendo parte deste projeto. Como já imaginávamos, na mesma semana em que ele retornou para sua casa, surgiram algumas situações que o impediriam de continuar no projeto. Tivemos um misto de alegria e preocupação em ver sua satisfação por ser perseguido por servir ao Senhor. Mas o Senhor mais uma vez se fez presente. Continuamos a tradução para a língua Makasae, agora de forma mais discreta e com algumas restrições, as quais, cremos, em breve não mais existirão.

Uma das nossas alegrias no serviço ao Senhor é de acompanhar a vida da Igreja Evangélica Presbiteriana de Timor-Leste (IEPTL). Apenas nestas duas primeiras semanas de junho pudemos visitar 3 possíveis novos campos nos quais as famílias estão pedindo a presença de uma igreja física, e não apenas reuniões nos lares. São grupos de 5 a 7 famílias (cerca de 50 a 70 pessoas) que recebem visitas periódicas. Muito do que se faz necessário para construirmos uma igreja nestas vilas já existe. Os maiores desafios são: regiões de alta perseguição e falta de recursos humanos. Precisamos rogar mais ao Senhor da ceara que envie mais trabalhadores.

O Senhor tem sido bondoso para com a nossa família, Rebeca completou 5 anos, quando estávamos na Indonésia. Ela tem crescido espiritualmente mostrando maturidade e sabedoria. Neste mês, queremos pedir em especial pelo meu irmão Lucas. No dia 14, Lucas e Giovanna estarão selando aliança na presença do Senhor, constituindo assim uma nova família. Como o casamento será em São Paulo, infelizmente não participaremos. Estamos felizes por eles, mas tristes por estarmos distantes... A Rebeca seria uma linda daminha. Caso você esteja presente no casamento do Lucas, de dois abraços neles: um nosso e um seu.

A Ele a glória!

Jessé, Helem e Rebeca Fogaça
(jessefogaca@apmt.org.br).

Nossos pedidos de oração:
- Por mais obreiros e pastores para a IEPTL.
- Pelos projetos de tradução nas línguas Mambae e Makasae.
- Pelos tradutores timorenses.
- Pelas viagens de visitas aos irmãos da IEPTL nas montanhas e vilas distantes.
- Pelo casamento do Lucas e da Giovanna.

O Rev. Jessé Fogaça é Missionário Presbiteriano da APMT.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

JOSIAS, UM REFORMADOR EM SEU TEMPO