NATAL É ESPERANÇA


“Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a Luz, Ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo.” 2 Coríntios 4:6 (ler 2 Co 4:1-10).

Quando Cristo se encarnou e veio ao mundo, Deus estava preparando o Caminho pelo qual a Sua Luz resplandeceria nos corações dos crentes, através da iluminação do “conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo” (vs.6). Assim, comemorar o Natal é muito mais do que festas, comidas ou presentes, Natal de verdade é celebrar a vinda de Jesus, o Salvador; Natal é esperança, paz, alegria, amor e salvação.

A nossa vida na Terra é uma luta, e o que seria de nós sem Jesus? Mas a Sua vinda trouxe esperança a todo o Seu povo. Vivemos em meio a uma tensão constante entre a Luz e as trevas, o certo e o errado, o justo e o injusto, o santo e o profano. E precisamos sempre vigiar e depender da graça de Deus, pois o Evangelho de Deus não está encoberto para nós, e sim para os que se perdem é que Ele está encoberto. A Palavra de Deus nos revela que o diabo, que é o deus desse século, cegou o entendimento dos incrédulos (vs.3-4). Nós, no entanto, fomos iluminados, ou seja, recebemos de Deus a revelação da Verdade, a Sua Palavra, que é a Bíblia Sagrada. Foi para esse fim que Cristo veio, para que os que nEle creem não vivam nas trevas (Jo 12:46), mas recebem a luz da vida (Sl 56:13; Jo 8:12).

Receber essa revelação da graça de Deus é uma preciosidade eterna, desejável, de valor inestimável, insondável, excelsa, tremenda! É a maior riqueza que alguém pode receber! E Deus quis colocar esse tesouro em nós, Seus servos, meros “vasos de barro”, com o objetivo de deixar bem claro que a glória e a “excelência do poder”, é dEle, e não nossa (vs.7). Por isso reconhecemos que sem Ele nada somos, e O servimos com gratidão e alegria de coração, pois sabemos que Ele nos escolheu, chamou, libertou e nos guarda de todo mal. Assim vivemos neste mundo, crescendo nas misericórdias do Senhor, de glória em glória, de vitória em vitória.

As lutas certamente existem, até aí sem novidades. Mas porque Cristo veio ao mundo temos esperança, e podemos declarar com o Apóstolo Paulo, que: 


“em tudo somos atribulados, porém não angustiados;
perplexos, porém não desanimados;
perseguidos, porém não desamparados;
abatidos, porém não destruídos” (2 Co 4:8-9).

Que seja assim em nossa vida, nossa casa, e em nossa família.

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Reunião de Oração 29/11/13

Pastoral Boletim 08/12/13.

SDG - A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

JOSIAS, UM REFORMADOR EM SEU TEMPO