NOSSA GRATIDÃO A DEUS

“Pelo que Davi louvou ao SENHOR perante a congregação toda e disse: Bendito És Tu, SENHOR, Deus de Israel, nosso Pai, de eternidade em eternidade. Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque Teu é tudo quanto há nos Céus e na Terra; Teu, SENHOR, é o reino, e Tu Te exaltaste por Chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de Ti, Tu dominas sobre tudo, na Tua mão há força e poder; conTigo está o engrandecer e a tudo dar força. Agora, pois, ó nosso Deus, graças Te damos e louvamos o Teu glorioso nome.” 1 Cr 29:10-13.

Ser gratos a Deus todo o povo de Deus é, essa é uma recomendação bíblica (Cl 3:15; 1 Ts 5:18), porém alguns crentes são mais gratos que outros. Como diz o ditado: “falar é fácil, difícil é fazer!”. Ainda bem que no caso em questão, sermos gratos a Deus não é difícil; no entanto é necessário aprender e praticar esse ato santo, que é também uma disposição do nosso ser – alma, mente e coração – e que vai se refletir em nossas palavras e ações.

A gratidão mais profunda é também mais íntima. Davi exaltou o Senhor como o Deus de Israel e “nosso Pai, de eternidade em eternidade” (vs.10). Veja que a convicção e o sentimento de intimidade com Deus (Pai) precede a gratidão mais intensa. Como vai a sua intimidade com Deus? (Rm 8:15; Gl 4:6).

Ser gratos a Deus, também revela o quanto conhecemos dEle, e como Davi fez, devemos verbalizar isso também em nossa oração e expressões de gratidão, louvando-O de todo o nosso coração.

“Bendito És Tu, SENHOR, Deus de Israel” (vs.10). Deus É o Senhor! Reconhecer isso constantemente é a base de toda gratidão. Dizer palavras como “louvado seja o Nome do Senhor”, “aleluia”, etc., e não reconhecê-Lo como Deus e Senhor é zombar dEle, é hipocrisia e mera religiosidade superficial. Ser agradecido de fato é reconhecer Quem Ele É na prática.

“Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade” (vs.11a). A gratidão passa pelo reconhecimento sincero dos atributos divinos, onde a soberania de Deus é exaltada. Ele É o excelso e Todo-Poderoso Deus, grandioso, honrado, vitorioso e cheio de majestade! Dizer isso para Deus é declarar que desejamos que ele Se manifeste assim em nossa vida, ou seja, dependemos dEle. Também consagramos tudo que temos de poder, grandeza, honra, vitória e majestade, dando a Ele o Seu lugar de direito em nossas vidas, submetendo-nos a Ele. Essa é a postura espiritual de gratidão, muito mais do que meras palavras de agradecimento, muito mais que um “muito obrigado”, é reconhecer a soberania dEle e aceitar essa soberania em nossos corações.
“Porque Teu é tudo quanto há nos Céus e na Terra” (vs.11b). Prosseguindo nessa postura espiritual de submissão, em gratidão reconhecemos que todas as coisas pertencem ao Senhor. Ele é dono de tudo que há na Terra: seres humanos, plantas, animais, águas, rios e mares, o céus e as estrelas, o ouro, a prata e as pedras preciosas, a alma e a vida de todos, tudo é dEle. E dono de tudo que há nos Céus: anjos, serafins, querubins, seres celestiais, e todos os que já partiram e habitam na glória. Os Céus pertencem a Ele, tudo foi feito por meio dEle, e sem Ele nada do que foi feito se fez. Ser gratos a Deus é consagrar a Ele tudo que temos e somos: nome, família (cônjuge e filhos), profissão, dinheiro e bens materiais (casa, carro, TV, conta bancária, etc.). Sabendo que tudo já é dEle, e se temos algo o recebemos de Suas mãos misericordiosas. Portanto, se tudo é dEle, usaremos com a Sua permissão e para a Sua glória.

“Teu, SENHOR, é o Reino, e Tu Te exaltaste por Chefe sobre todos” (vs.11c). Agora, ainda em atitude de gratidão, o salmista Davi reconhece o senhorio e a autoridade de Deus sobre o Reino. Davi era o Rei, e agora declara, em gratidão, que o Reino é do Senhor. E mais: que Ele É o Chefe sobre todos, isto é, Davi está dizendo que Quem manda é Deus! Aqui está revelado que as atitudes e decisões que forem tomadas no Reino, devem ser feitas em submissão à autoridade do Senhor, que é o dono e o chefe do Reino. As instruções dEle já foram dadas e estão registradas nas Escrituras. Os súditos do Rei se submetem à Sua autoridade livre e espontaneamente, e cheios de alegria e gratidão. 

“Riquezas e glória vêm de Ti” (vs.12a). Nossa gratidão a Deus se deve também, pelo fato de que Ele nos sustenta materialmente. Deus é o dono de todos os recursos e bens materiais, dEle vem nosso sustento material, nosso dinheiro, nossas economias, nosso potencial criativo e profissional, nossas ideias, sonhos e projetos que podem se transformar em riquezas. Reconhecer isso é de grande valor, pois mostra que não somos materialistas, não nos apegamos nos bens materiais, sejam os que temos ou os que desejamos ter. Por isso que ao reconhecermos essa verdade, também devemos agir dando nossos dízimos e ofertas, ajudando ao pobre e ao necessitado, para a glória de Deus. Aqui também reconhecemos que a exaltação e a honra (glória) vem dEle, e é para Ele. Se Ele nos honrar, se nos colocar em lugares altos, se fizer nosso nome conhecido entre os homens, se nos der riquezas e bens, não é para nos exaltarmos e esquecermos dEle, mas devemos ser gratos a Ele porque tudo vem dEle, e sem Ele nada somos. Infelizmente muitos tropeçam nessa área, pois “o amor ao dinheiro é a raiz de todo os males” (1 Tm 6:10). Mas os servos sinceros e verdadeiros não se deixam iludir com os bens e seu brilho passageiro. Ele reconhecem agradecidos que tudo que tem não é deles, mas é de Deus, e para Deus. Sabem apreciar e desfrutar das bênçãos de Deus, sem esquecer de agradecer ao Deus das bênçãos.
 

“Tu dominas sobre tudo, na Tua mão há força e poder; conTigo está o engrandecer e a tudo dar força” (vs.12b). A gratidão sincera traz consigo a esperança, pois em nossa gratidão reconhecemos que o domínio, a força e o poder pertencem a Deus. Não iremos jamais querer dominar ou exaltarmo-nos, porque sabemos Quem Ele É. Exerceremos nossa autoridade humildemente, e na força do Senhor, venceremos tudo, de acordo com o Seu querer, porque Ele tem todo poder, Ele pode todas as coisas. Confiaremos nEle porque Ele pode engrandecer e fortalecer tudo e todos, e Ele o faz, de acordo com o Seu plano. A atitude de gratidão fortalece em nós essa esperança e confiança em Deus, por isso, quando agradecemos, mesmo em meio às tempestades, já vislumbramos por fé, a vitória que há de vir sobre nós em todas as áreas de nossas vidas.

Diante de tudo isso, Davi se prostra e louva a Deus dizendo:

“Agora, pois, ó nosso Deus, graças Te damos e louvamos o Teu glorioso nome.” (Vs.13).

Tenhamos em nós a mesma atitude de gratidão que o Senhor nos revela nesse texto sagrado. Que Lhe sejamos gratos não em simples palavras, mas em atitudes amadurecidas, voluntárias, espontâneas e vigorosas. Que seja essa a nossa postura diante do Senhor, nosso Deus, que É tão maravilhoso.

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto de Ação de Graças 28/11/13.


SDG – A DEUS TODA GLÓRIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

JOSIAS, UM REFORMADOR EM SEU TEMPO