APAGUE A FOGUEIRA DA FOFOCA E DA MALEDICÊNCIA

A FOFOCA ENTRE OS CRISTÃOS

"O ímpio dá atenção aos lábios maus; o mentiroso dá ouvidos à língua destruidora." Provérbios 17:4.

No momento em que alguém vier com alguma fofoca, pare e pergunte:

- Para que eu preciso saber disso?
- Você já falou com essa pessoa?

Não se pode confiar em nenhum fofoqueiro! A Bíblia diz que se você escuta fofocas, se torna ímpio. No Livro de Judas o Senhor também nos diz:

"Estes são os que causam divisões entre vocês, os quais seguem a tendência de sua própria alma e não têm o Espírito (Santo)." Judas 1:19.

O uso da internet tem agravado esse problema, porque agora se pode divulgar a fofoca muito mais rápido e para um número maior de pessoas; e o fofoqueiro muitas vezes ainda permanece o anonimato. Paulo nos adverte:

"Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente." Gálatas 5:15.

Segundo Salomão:

"Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais." Provérbios 20:19.

Em outras palavras, a forma mais rápida de cortar a fofoca é confrontando aqueles que a divulgam.

A Igreja não é um programa de TV, onde as pessoas "lavam roupas sujas" diante de todo mundo, mas sim, deve ser ao contrário:

"Sem lenha a fogueira se apaga; sem o caluniador morre a contenda." Provérbios 26:20.

Jesus nos ensinou a maneira correta de tratar com os fofoqueiros:

1 - Se teu irmão te fez algo mal, fale com ele a sós;
2 - Se ele não te der atenção, fale com ele novamente, mas leve consigo uma ou duas pessoas (amadurecidas na fé) para acompanhá-lo;
3 - Se mesmo assim ele não te der atenção, procure a liderança da Igreja (Pastor ou Presbíteros) e peça ajuda e orientação.
 

"Se teu irmão pecar contra ti, vai argüi-lo entre ti e ele só. Se ele te ouvir, ganhaste a teu irmão. Se, porém, não te ouvir, toma ainda contigo uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, toda palavra se estabeleça. E, se ele não os atender, dize-o à Igreja; e, se recusar ouvir também a Igreja, considera-o como gentio e publicano." Mateus 18:15-17.

Esse é o modo que Cristo age, e deve ser o nosso modo também. Por isso, não alimente essa fogueira maligna e demoníaca, mas apague-a de uma vez.

Colaboração Presbítero e Seminarista Osni Rullo, Congregação Presbiteriana do Jardim Suarão, Itanhaém / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT