FILHOS E IGREJA

Por: Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho
 

1. Valha-se dos menores pretextos, como cansaço, chuva, indisposição, para faltar aos cultos. Crie no seu filho a idéia de que freqüentar reuniões não é importante.

“Pensemos uns nos outros a fim de ajudarmos todos a terem mais amor e a fazerem o bem. Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assistir às nossas reuniões. Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês vêem que o Dia está chegando.” Hb 10:24-25.

2.  Em casa, à mesa ou nos bate-papos, comente e critique o ensino e as atitudes do Pastor e demais líderes. Seu filho crescerá não os vendo como sérios, e não respeitará o ensino deles.

“Irmãs e irmãos, pedimos a vocês que respeitem aqueles que trabalham entre vocês, isto é, aqueles que foram escolhidos pelo Senhor para guiá-los e ensiná-los. Tratem essas pessoas com o maior respeito e amor, por causa do trabalho que fazem. E vivam em paz uns com os outros.” 1 Ts 5:12-13.

3. Faça do seu lar um lar como todos os demais, sem Deus. Que valor tem a Bíblia para você aplicar seus princípios a todos os aspectos da vida familiar?

“Guardem sempre no coração as Leis que Eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Repitam essas Leis em casa e fora de casa, quando se deitarem e quando se levantarem”. Dt 6:6-7.

4.   Em casa, use todo seu tempo com televisão ou computador. Não separe tempo para ler a Bíblia e orar. Afinal, basta orar de vez em quando, na Igreja. Seu filho aprenderá que ler a Bíblia e orar é coisa de nerd.

“Deverá ficar com essa cópia e todos  os  dias  da sua vida lerá a Lei, para que aprenda a temer o Eterno, o nosso Deus, e para que sempre obedeça fielmente a todas as Leis e a todos os mandamentos”. Dt 17:19.


5. Comente à vontade a vida dos membros da Igreja diante de seu filho. Quando os encontrar depois, cumprimente-os com um sorriso e os chame de “amados” e deseje-lhes “graça e paz”. Seu filho aprenderá que a vida cristã é hipocrisia, e não se interessará em segui-la.

“E que não falem mal de ninguém, mas que sejam calmos e pacíficos e tratem todos com muita educação”. Tito 3:2.

Com suas atitudes você pode firmar seu filho na fé, ou pode afastá-lo dos caminhos do Senhor. Use bem sua influência. O ideal é que você diga como Josué:


“Eu e a minha família serviremos ao Deus Eterno.” Js 24:15.

Visite: www.isaltino.com.br.
Colaboração Rev. Antonio Carlos Rezende, IPB de Vila Prudente, S.Paulo / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL