CONHECENDO O TEMOR DO SENHOR


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 02.06.13

“E assim, conhecendo o temor do Senhor, persuadimos os homens e somos cabalmente conhecidos por Deus; e espero que também a vossa consciência nos reconheça.” 2 Coríntios 5:11.

O temor do Senhor é proeminente na vida cristã. Sabemos o que é o temor do Senhor? Primeiramente vamos abandonar aquela ideia errada de Deus, como se Ele estivesse com um chicote na mão para nos bater. Deus quer que o pecador se arrependa e seja salvo.

Temer a Deus não é sentir medo dEle, somente, mas um respeito santo. Temer a Deus tem um aspecto de medo sim, medo da ira de Deus. Deus É santo e justo, e os que não se converterem não poderão entrar no Céu, mas serão lançados no inferno de fogo, um lugar apavorante. Os salvos não precisam mais sentir medo porque já foram lavados pelo Sangue de Jesus. Sobre eles não pesa a ira de Deus, mas a graça, a bondade, o amor e a misericórdia desse Senhor maravilhoso.

O temor do Senhor é uma ferramenta poderosa que Ele nos concede, um meio pelo qual nos aproximamos dEle da maneira correta, e permanecemos em Sua gloriosa presença por toda a nossa vida.

O temor do Senhor deve ser conhecido, aprendido, e isso leva tempo. O que Paulo disse nesse versículo, e que ele próprio estava conhecendo o que é o temor do Senhor. O temor do Senhor nutre nossa humildade e nos faz repensar nossas palavras, gestos, ações e reações. Seja na Igreja, na família ou na sociedade como um todo, o temor do Senhor é como um guia, ou uma bússola a nos ajudar nas tomadas de decisões. E se porventura errarmos, o temor do Senhor nos reconduzirá ao Caminho.

O temor do Senhor traz confiança, uma vez que os que temem ao Senhor vivem em prudência e sabedoria (Sl 111:10). Infelizmente, em nossos dias observamos uma geração evangélica que diante de tantos escândalos, perdeu em parte a confiança da sociedade, e como isso tem prejudicado a evangelização! Mas o crente, e a Igreja que vivencia o temor do Senhor, recuperará essa confiança.

O temor do Senhor agrada o Senhor (At 9:31). Se eu gosto de alguém, procurarei agradar tal pessoa, jamais entristecerei ou magoarei essa pessoa que eu amo. Se amarmos a Deus, não entristeceremos o Espírito Santo, mas O agradaremos. Como agradar o Espírito Santo? Caminhando no temor do Senhor. Notemos que o temor do Senhor está ligado diretamente ao primeiro e grande mandamento: amar a Deus sobre todas as coisas. Quem respeita, ama!

O resultado desse caminhar é crescimento, edificação, amor, evangelização, amadurecimento na fé, obras e frutos. O povo que teme ao Senhor experimenta o crescimento real e verdadeiro. Conheçamos e prossigamos no temor do Senhor.


SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT