O VALE DOS OSSOS SECOS (2) CONHECENDO O DEUS ESPÍRITO SANTO


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto de Louvor 28.04.13


TEXTO BÁSICO – EZEQUIEL 37:1-14 


"Sabereis que Eu Sou o SENHOR, quando Eu abrir a vossa sepultura e vos fizer sair dela, ó povo Meu. Porei em vós o Meu Espírito, e vivereis, e vos estabelecerei na vossa própria terra. Então, sabereis que Eu, o SENHOR, disse isto e o fiz, diz o SENHOR." Ezequiel 37:13-14.

INTRODUÇÃO
O povo de Deus é alvo de um plano divino, uma obra iniciada e levada a efeito pelo próprio Deus. Essa obra é uma obra de restauração, de libertação do pecado e de transformação, Ele nos fez novas criaturas. Essa verdade é fortalecida na certeza de que Ele é soberano para terminar a Sua obra em nós apesar de sermos tão imperfeitos. Deus não desiste de nós, o Seu plano é perfeito e Ele já proveu os meios pelos quais estamos sendo restaurados à imagem de Jesus Cristo (Rm 8:29).

EXPLICAÇÃO
No texto lido Deus deu uma visão ao profeta Ezequiel, e essa visão refere-se ao povo de Israel que estava longe de sua terra, cativos, prisioneiros. Deus prometeu restaurá-los trazendo-os de volta à sua terra (12). Eles eram escravos, prisioneiros, e desterrados, mas o Senhor Deus é misericordioso e bom, e por isso mudou a história deles. Essa é uma clara figura do que o Senhor fez conosco, pois todos nós estávamos nas prisões do pecado, nos calabouços das impurezas, no cativeiro do inimigo, mortos em nossos delitos e pecados, desgarrados e perdidos. Então Ele fez uma obra em nossas vidas, com Sua misericórdia e bondade, porque nos amou, Ele mudou a nossa história nos libertando da escravidão do pecado e nos transformou em novas criaturas.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” 2 Coríntios 5:17.

ARGUMENTAÇÃO / DIVISÕES 

Na mensagem anterior afirmamos dois pontos essenciais para o entendimento da natureza da nossa restauração. Vimos que:
 
1 – A NOSSA RESTAURAÇÃO COMEÇA EM DEUS (vs.1-6)
2 – A NOSSA RESTAURAÇÃO É ORDEIRA E PROGRESSIVA (vs.7,8,13)
    2.1 – Deus não quer que vivamos uma bagunça;
    2.2 – Deus trabalha no tempo certo;
    2.3 – A nossa vida é prova da restauração de Deus.

Vamos falar hoje acerca da terceira parte dessa mensagem que trata da obra do Deus Espírito Santo. Você o conhece? Você conhece o Espírito de Deus? Sabia que Ele quer ser conhecido de ti? Deus quer que O conheçamos:

"Sabereis que Eu Sou o Senhor" Ezequiel 37:13b.
 

O que conhecemos de Deus? Sabemos Quem Ele É? Quanto O conhecemos e quanto ainda precisamos conhecer?

Fica claro que o povo de Deus naquele contexto não conhecia o seu Deus, tanto é que estavam mortos espiritualmente como ossos no deserto. Deus fez toda essa obra de restauração para que eles O conhecessem e O adorassem. E Deus quer fazer isso em nós também, nos transformando através do poder de Seu Espírito.

3 – A NOSSA RESTAURAÇÃO É UMA OBRA DO ESPÍRITO SANTO (vs.9-10) 

O Senhor mandou que o profeta clamasse ao Espírito que viesse sobre aqueles corpos para que vivessem. Esse ato de profetizar é um clamor, uma súplica; e não adivinhação, decretação, ou dar ordens ao Espírito Santo. O Espírito Santo é Deus, portanto Ezequiel poderia apenas clamar, pedir, suplicar que o Espírito Santo viesse sobre aquela situação, e era essa a ordem de Deus a Ele. O profeta obedeceu, clamou, profetizou, e o Espírito Santo veio sobre eles. Foi então que acontecem 3 coisas maravilhosas naquele contexto, e que tem tudo a ver com a obra que Deus fez (e está fazendo) em nós:

•    O Espírito entrou neles;
•    Eles viveram;
•    E se colocaram de pé.

Sabemos que o texto sagrado fala de uma visão que o profeta teve e que estava ligada diretamente com o que o povo de Deus vivia naquele contexto, como eles estavam, e a obra que Deus iria fazer no meio deles. Porém, esse texto também se refere a nós, pois também somos o povo do Senhor, e existe aqui uma riqueza de detalhes e semelhanças, que ligados a outros textos da Bíblia, falam diretamente conosco, o povo de Deus, isto é, todos aqueles que são verdadeiramente convertidos.

3.1 – O ESPÍRITO SANTO ENTROU EM NÓS 

Deus veio habitar em nós, aleluia! Não por obras nossas, nem por merecimento, ou porque desejamos, mas por Sua graça e vontade soberana é que nos tornamos Sua habitação. No momento em que aceitamos a Cristo como nosso Senhor e Salvador, Deus vem habitar em nós por Seu Espírito. Deus não habita em qualquer coração que permaneça no pecado, mas somente no coração de Seus filhos. Primeiramente Ele aplica a obra da graça em nós, nos fazendo conhecer nossos pecados, concedendo-nos inteiramente por Sua graça o arrependimento e a conversão, o novo nascimento.

Não há nada melhor na vida do que ser habitação do Altíssimo! É simplesmente maravilhoso saber que temos o Espírito Santo dentro de nós, e que Ele veio para nos salvar, nos separando do mundo sem Deus e nos dando a certeza da vida eterna. Aleluia! Isso significa que Ele mesmo, Deus, veio habitar em nós, semelhantemente às palavras de Ezequiel. É maravilhoso saber que o Espírito de Deus habita dentro de nós, fomos SELADOS com o Espírito Santo!
 

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” Ef 2:8,9.
 “...em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o Evangelho da vossa salvação, tendo nEle também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa.” Efésios 1:13.
“E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.” Efésios 4:30.

É um grande mistério e uma verdade, que o Espírito Santo habita o coração de todo aquele que se converte ao Senhor Jesus Cristo. Crer nessa verdade exige fé e confiança na Palavra de Deus que nos afirma que o Senhor se manifesta as seus servos. Por isso que o ensinamento bíblico é que Deus faz essa obra inteiramente por Sua graça, misericórdia, bondade e amor. Do contrário ninguém seria salvo, porque todos somos imperfeitos e miseráveis pecadores. Louvado seja Deus que nos amou!

“Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado. Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos 5:5,8.

“Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, esse é o que Me ama; e aquele que Me ama será amado por Meu Pai, e Eu também o amarei e Me manifestarei a ele. Se alguém Me ama, guardará a Minha palavra; e Meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.” João 14:21,23.

3.2 – O ESPÍRITO SANTO NOS DÁ VIDA 

Semelhante ao texto de Ezequiel 37, a Bíblia é clara ao dizer que antes do dia da nossa salvação nós estávamos mortos. Andávamos, conversávamos, íamos ao supermercado, etc, porém estávamos mortos. A morte espiritual se sobrepõe à vida física, e a vida física simplesmente não é nada em se tratando de valores eternos.

“Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais.” Efésios 2:1-3.

Glória a Deus, porque agora sabemos que vida verdadeira, é a vida com Jesus. Não somos mais prisioneiros o pecado, não estamos mortos em nossos delitos, como ossos secos no deserto, mas o Senhor tem nos dado vida em seu nome, aleluia! Essa é a vida que vale a pena ser vivida, a vida com Deus. Não faça como o filho pródigo que tinha tudo na casa de seu pai, mas desprezou a benção e foi experimentar aquele outro tipo de vida. Ficou cego, louco e foi viver no meio das meretrizes, das festas, bebidas e do pecado. Acabou comendo a lavagem dos porcos... Mas louvado seja Deus, porque mesmo estando tão longe, ele caiu em si e voltou para a casa do pai.

Estar vivo fisicamente apenas não é em si vida permanente, mas uma constante espera pela morte eterna, um caminhar aparentemente normal, no entanto seguido do espectro da morte e dos terrores que ela impõe. Mas quando fomos encontrados pelo amor divino, quando fomos tocados por Sua graça, quando fomos salvos e convertidos por Ele, como vimos em Ef 2:1 que "Ele nos deu vida estando nós mortos em delitos e pecados." Quando o Espírito Santo veio habitar em nós Ele nos fez viver, nos deu vida, e vida em abundância.

3.3 – O ESPÍRITO SANTO NOS COLOCA DE PÉ 

Já não estamos caídos e prostrados no pecado porque o Senhor nos colocou de pé. O homem que desobedece a Deus e que vive no pecado é tratado na Bíblia como alguém que está caído, prostrado, opostamente aquele que obedece é está de pé. O justo pode até cair, porque ele é imperfeito e pecador, mas o Senhor o levanta.

“...se cair, não ficará prostrado, porque o SENHOR o segura pela mão.” Salmos 37:24.
“Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos.” Salmos 40:2.
“O Senhor vela pelos simples; achava-me prostrado, e ele me salvou.” Salmos 116:6.
“O Senhor sustém os que vacilam e apruma todos os prostrados.” Salmos 145:14.

Essa figura refere-se à nossa libertação do pecado e ao ato de permanecer fiel à Deus. Ele fez tudo novo em nós, Ele colocou ordem em nossa alma e em nosso coração, transformando o nosso deserto interior de pecados em um jardim regado cujas águas nunca faltam. E quanto mais buscarmos a presença de Deus mais receberemos de Seu Espírito em nossos corações.

Hoje mais que nunca precisamos ter o conhecimento bíblico correto de nosso relacionamento com o Espírito Santo, e diante da Teologia Reformada do Espírito Santo, devemos sempre nos conscientizar de que não somos de nós mesmos, mas somos propriedade de Deus e santuário de Seu Espírito.
“Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” 1 Coríntios 3:16.

O Espírito Santo não somente nos colocou de pé no dia da nossa conversão, mas é Ele quem nos ajuda a permanecer de pé diante de Deus todos os dias até aquele dia em que deixaremos este mundo e iremos habitar as mansões celestiais.

3.4 – DEVEMOS CLAMAR AO ESPÍRITO SANTO 

Que maravilhoso é saber que o nosso Deus é o mesmo Deus de Israel, e Ele não muda (Hb 13:8), e que ao nos salvar Ele prometeu nos transformar e restaurar para a Sua glória. Ele fez tudo isso livre e espontaneamente, simplesmente porque Ele quis, por nos amar com um amor divino, incomparável. Assim como fez com aqueles ossos secos assim Ele também fez conosco. Mas ainda existe algo no texto de Ezequiel e que tem tudo a ver com a Igreja: Ezequiel recebeu a ordem de clamar ao Espírito Santo, e nós também!

“E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito...” Efésios 5:8b.
“Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o Pai celestial dará o Espírito Santo àqueles que Lho pedirem?” Lucas 11:13.

CONCLUSÃO – CONHECER O DEUS ESPÍRITO SANTO
 

Conhecemos esse Deus maravilhoso, isso significa que já não somos ossos jogados no meio de um deserto, mas fazemos parte de um grandioso exército que está de pé e preparado para a guerra. Mas esse conhecimento de Deus deve crescer, não pode estacionar ou se tornar algo monótono, sem graça. Conhecer o Espírito Santo de Deus é uma bênção, é dinâmico, traz alegria, nos faz criativos, nos dá ânimo novo, é maravilhoso!

Essa verdade impõem certas atitudes práticas, que demonstrarão o nível de nossa fé, e a disposição que temos e servir a esse Deus maravilhoso, se de fato cremos em Sua Palavra. Diante de tais verdades seremos sábios se responsavelmente:

- Nos santificarmos e nos abstermos de todo pecado, cientes que somos santuário do Espírito Santo.
- Buscarmos servi-Lo com alegria e disposição (cultos de quinta e sexta-feira).
- Nos abstermos de todo tipo de doutrina estranha, que não procede de uma base bíblica sólida, principalmente aquelas que falam do Espírito Santo como uma força, uma energia, um êxtase, uma emoção, mas que sabemos, não transforma a vida de ninguém.
- Procurarmos conhecer a fundo as doutrinas das Sagradas Escrituras, através do estudo responsável e consagrado das mesmas.
- Desenvolvermos um relacionamento com o Espírito Santo através de uma vida de temor a Deus com integridade, dignidade, respeito e santificação, confiantes não em nós mesmos, mas em Sua graça.

Quem assim procede certamente demonstra que conhece a Deus, e obterá o crescimento nessa comunhão, e saberá que Ele é o Senhor. Essa é a síntese de sermos alcançados por Seu amor e Sua graça, e O conhecermos.

"Sabereis que Eu Sou o Senhor" vs 13b.

Aleluia, glórias ao nome do Senhor, Deus seja louvado!!!

Material de apoio:
ABA - A Bíblia Anotada;
BEG - Bíblia de Estudo de Genebra;
PEQ - Pequena Enciclopédia Bíblica.


 

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL