O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (2) NOME ACIMA DE TODO NOME


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto Vespertino 24.02.13


TEXTO BÁSICO – EFÉSIOS 1:15-23
"Acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro." Efésios 1:21. 


INTRODUÇÃO 
Na mensagem do dia 27 de janeiro, falamos acerca do maravilhoso poder de Deus, enfatizando o vs.20, que trata da obra que Deus realizou no advento do Messias, sua encarnação, nascimento, vida, obra, sacrifício, ressurreição, ascensão e glorificação (clique aqui e confira). Hoje, dando sequência ao texto de Efésios, veremos que Ele venceu todos os Seus inimigos de uma vez por todas, que o Seu Nome é acima de todo nome, e que esse poder foi dado à Sua Igreja, da qual fazemos parte.

EXPLICAÇÃO
“Os anjos não existem desde sempre, eles são parte do universo que Deus criou. Em uma passagem que se refere aos anjos como o exército dos Céus, Esdras diz: “Só Tu És o SENHOR. Fizeste os Céus, e os mais altos Céus, e tudo o que neles há, a Terra e tudo o que nela existe, os mares e tudo o que neles existe. Tu deste vida a todos os seres, e os exércitos dos Céus te adoram”. (Ne 9:6; Sl 148:2,5).

Os demônios também existem. Eles são anjos maus que anteriormente foram anjos bons, mas que pecaram e perderam o seu privilégio de servir a Deus. Iguais aos anjos, eles também são seres espirituais criados com juízo moral e com alta inteligência, mas sem corpos físicos. Podemos definir os demônios da seguinte e maneira: anjos maus que pecaram contra Deus e que agora operam continuamente o mal no mundo.” (Monergismo.com).

ARGUMENTAÇÃO 

O maravilhoso poder de Deus é manifesto em Jesus através de Sua vitória sobre todos os principados e potestades, em todos os tempos e de todos os modos; e essa vitória também nos foi dada por Sua infinita bondade e misericórdia. Mas não é somente sobre o espíritos malignos que Ele é soberano, Seu nome está acima de todo nome, desde sempre, hoje e para todo sempre!

1 – ACIMA DE TODO PRINCIPADO E POTESTADE
“Acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio (...)” Ef 1:21a.

Você tem medo do diabo? Não devia ter, porque Jesus venceu o diabo.
As palavras “principado, potestade, poder e domínio”, no pensamento rabínico da época, representavam diferentes ordens de anjos. (Rm 8:38; Ef 3:10; 6:12; Cl 1:16; 2:10,15; Tt 3:1). (ABA – A Bíblia Anotada, Editora Mundo Cristão).

Alguns entendem que essa expressão trata de algum tipo de hierarquia dos poderes das trevas. Mas isso não faz diferença, pois o que sabemos, e não há sombra de dúvidas, é que o Senhor Jesus venceu o inimigo, e para sempre Ele É vencedor!

ISSO NÃO É UMA QUEDA DE BRAÇO! Não, absolutamente não! Jesus não está brigando com o diabo para ver quem é mais forte. Jesus sempre foi, É, e sempre será vencedor sobre todo poder do inimigo. O diabo é um nada perto de Jesus, ele é um derrotado e Jesus É vencedor! Jesus É o próprio Deus encarnado! E a prova disso está nos Evangelhos.

JESUS É REI E SENHOR ETERNAMENTE. A Bíblia nos apresenta Jesus vindo como Rei e Senhor. Quando Ele saiu para pregar o Evangelho os demônios prostravam-se aos Seus pés, reconhecendo Quem Ele era, e obedecendo Suas ordens.

"Então eles gritaram: Que queres conosco, Filho de Deus? Vieste aqui para nos atormentar antes do devido tempo? A certa distância deles estava pastando uma grande manada de porcos. Os demônios imploravam a Jesus: Se nos expulsas, manda-nos entrar naquela manada de porcos. Ele lhes disse: Vão! Eles saíram e entraram nos porcos, e toda a manada atirou-se precipício abaixo, em direção ao mar, e morreu afogada." Mateus 8:29-32.

"Justamente naquela hora, na Sinagoga, um homem possesso de um espírito imundo gritou: O que queres conosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nos destruir? Sei quem Tu És: o Santo de Deus! Repreendeu-o Jesus: Cale-se e saia dele! O espírito imundo sacudiu o homem violentamente e saiu dele gritando. Todos ficaram tão admirados que perguntavam uns aos outros: O que é isto? Um novo ensino, e com autoridade! Até aos espíritos imundos Ele dá ordens, e eles Lhe obedecem!" Marcos 1:23-27.

“Na sinagoga havia um homem possesso de um demônio, de um espírito imundo. Ele gritou com toda a força: "Ah! que queres conosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nos destruir? Sei quem Tu És: o Santo de Deus! " Jesus o repreendeu, e disse: "Cale-se e saia dele! " Então o demônio jogou o homem no chão diante de todos, e saiu dele sem o ferir.” Lucas 4:33-35.

Durante todo o Seu Ministério Jesus confrontou as hostes infernais, com toda autoridade e poder expulsou os demônios e libertou os cativos do diabo. Jesus não mudou, Ele continua salvando e libertando todos os oprimidos que nEle creem.

JESUS COMANDOU O MOMENTO DA SUA TRAIÇÃO. Ao contrário do que muitos pensam, Jesus não foi surpreendido e nem submetido àquela situação, quando de sua traição, humilhação e morte. Ele comandou todo aquele momento, tudo ocorreu sob o Seu controle e direção, pois foi para esse fim que Ele veio. Aquilo não foi uma vitória do inimigo, mas ali o inimigo agiu debaixo da autorização de Jesus. 


"Depois de dizer isso, Jesus perturbou-Se em Espírito e declarou: Digo-lhes que certamente um de vocês Me trairá. Seus discípulos olharam uns para os outros, sem saber a quem Ele Se referia. Um deles, o discípulo a quem Jesus amava, estava reclinado ao lado dEle. Simão Pedro fez sinais para esse discípulo, como a dizer: Pergunte-Lhe a quem Ele está Se referindo. Inclinando-se para Jesus, perguntou-lhe: Senhor, quem é? Respondeu Jesus: Aquele a quem Eu der este pedaço de pão molhado no prato. Então, molhando o pedaço de pão, deu-o a Judas Iscariotes, filho de Simão. Tão logo Judas comeu o pão, satanás entrou nele. Disse-lhe Jesus: O que você está para fazer, faça depressa. Mas ninguém à mesa entendeu por que Jesus lhe disse isso." João 13:21-28.

Nesse momento Jesus ordenou diretamente ao inimigo. Como disse Lutero: “O diabo é o bobo de Deus”. O diabo pode até pensar que ele está no comando, mas Cristo é Quem tem toda autoridade, domínio e poder sobre as trevas, e tudo que acontece e vier a acontecer, está dentro de um plano perfeito.

EM SUA MORTE JESUS VENCEU AS TREVAS CABALMENTE. Quando Jesus morreu na Cruz não foi o fim, como o inimigo pudesse imaginar ao vê-lo morto e ensanguentado. Na Sua morte Jesus pagou o preço do pecado, destruindo assim completamente todo poder do inimigo. Por mais que pareça estranho às nossas mentes, a revelação bíblica é que ter chegado até à morte na Cruz, foi o triunfo de Jesus sobre os principados e potestades.

"E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com Ele, perdoando todos os nossos delitos; tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na Cruz; e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na Cruz." Colossenses 2:13-15.

Nós somos vivificados por meio da graça de Deus, que foi demonstrada de modo perfeito na Cruz do Calvário, onde Ele Se derramou completamente para nos dar vida.

JESUS RESSUCITOU VENCENDO A MORTE E O INFERNO. De um modo misterioso a Bíblia nos relata que Jesus desceu ao inferno e pregou a espíritos em prisão. 

"Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no Espírito, no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão, os quais, noutro tempo, foram desobedientes quando a longanimidade de Deus aguardava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca, na qual poucos, a saber, oito pessoas, foram salvos, através da água, a qual, figurando o batismo, agora também vos salva, não sendo a remoção da imundícia da carne, mas a indagação de uma boa consciência para com Deus, por meio da ressurreição de Jesus Cristo; o qual, depois de ir para o Céu, está à destra de Deus, ficando-Lhe subordinados anjos, e potestades, e poderes." 1 Pedro 3:18-22.

Ele foi ao inferno em nosso lugar, não em carne, mas em Espírito, ou seja, enquanto estava morto. E Pedro cita a ressurreição de Jesus ao terceiro dia, quando ele saiu da sepultura vivo, cheio de glória e majestade, e são-Lhe sujeitos a Ele todos os anjos, potestades e poderes. Jesus é soberano e Senhor sobre o diabo e todos os demônios. Os anjos de Deus O servem e O adoram.

2 – ACIMA DE TODO NOME, PARA SEMPRE!
“(...) e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro” Ef 1:21b.

O Apóstolo Paulo diz agora que o nome de Jesus está acima não somente sobre os principados e potestades, mas acima de todo nome; e não somente naquela época (“presente século”), mas para sempre (“também no vindouro”). Isso significa que Ele tem toda autoridade e poder sobre todos os seres vivos, sobre todos os seres humanos, vivos e mortos, em todos os tempos e em todas as eras.

JESUS ENTREGOU SUA VIDA. Lembremos que naquele contexto Jesus foi traído e entregue aos sinédrio e aos governantes para ser julgado. Mas na verdade, Jesus Se entregou para ser julgado. Ele já havia alertado Seus discípulos que ninguém tiraria a Sua vida, mas Ele a entregaria espontaneamente, e também a reaveria, fazendo alusão à Sua iminente ressurreição.

“Por isso, o Pai Me ama, porque Eu dou a Minha vida para a reassumir. Ninguém a tira de Mim; pelo contrário, Eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de Meu Pai.” João 10:17-18.

OS SOLDADOS CAÍRAM DIANTE DELE. Quando os soldados vieram prendê-Lo, caíram diante de Sua presença. Não conseguiam ficar de pé diante do Rei!

“Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre Ele haviam de vir, adiantou-Se e perguntou-lhes: A quem buscais? Responderam-Lhe: A Jesus, o Nazareno. Então, Jesus lhes disse: Sou Eu. Ora, Judas, o traidor, estava também com eles. Quando, pois, Jesus lhes disse: Sou Eu, recuaram e caíram por terra.” João 18:4-6.

DIANTE DE PILATOS. Jesus declarou que a autoridade que Pilatos tinha havia sido dada do alto, ou seja, a autoridade de Pilatos havia sido dada por Ele mesmo.

“Pilatos, ouvindo tal declaração, ainda mais atemorizado ficou, e, tornando a entrar no pretório, perguntou a Jesus: Donde És Tu? Mas Jesus não lhe deu resposta. Então, Pilatos O advertiu: Não me respondes? Não sabes que tenho autoridade para Te soltar e autoridade para Te crucificar? Respondeu Jesus: Nenhuma autoridade terias sobre Mim, se de cima não te fosse dada; por isso, quem Me entregou a ti maior pecado tem.” João 19:8-11.

Os opressores de Jesus somente O puderam prender porque Ele mesmo os havia revestido de autoridade para esse fim, para que o Seu plano de salvação viesse a efeito.

ETERNAMENTE. O nome de Jesus é e sempre será sobre todo nome, em todos os tempos, eternamente. Essa é a conclusão de Paulo no versículo 21. O nome de Jesus é acima do nome da Presidente Dilma, acima do nome de Barak Obama, acima de Shimon Peres. O Seu nome é acima o nome de Buda, Maomé, Chico Xavier, Allan Kardec. Talvez haja aqui uma referência ao anti-Cristo, à besta e ao falso profeta, que se levantarão nos últimos dias antes do grande Dia do Juízo Final. Não sabemos quando será, mas sabemos que serão dias terríveis, onde o inimigo se levantará sobre a Terra contra tudo que é de Deus. No entanto, o nome de Jesus é acima do nome do anti-Cristo, da besta e do falso-profeta. E Jesus prevalecerá sobre todos eles e os destruirá com um simples sopro da Sua boca.


ACIMA DO NOME DOS NOSSOS QUERIDOS. Jesus disse que se alguém não O amar mais que pais, mães, filhos, amigos, ou qualquer outra pessoa, não é digno dEle (Mt 10:37). Ter o nome de Jesus acima de todo nome, significa que devemos amá-Lo mais que qualquer outra pessoa na face da Terra. Não que devamos deixar de amar nossos queridos, mas que o amor a Ele é diferente e inigualavelmente maior, e portanto deve estar acima de tudo.

ACIMA DE NOSSO PRÓPRIO NOME. Não adianta afirmarmos que o nome de Jesus é sobre todo nome, se Ele não for acima do nosso próprio nome, e isso é muito prático. Nas nossas tomadas de decisões devemos considerar que o nome dEle está acima do nosso, então a vontade dEle deve prevalecer sempre em nossas vidas.

Ele é mais precioso e sublime, mais poderoso e infinitamente superior a qualquer outro nome que se possa referir no presente século e no vindouro. Ninguém é maior do que Ele, nenhum nome é maior que o nome dEle, ninguém está acima dEle. Ele é Jesus, o nome acima de todo nome!

LOUVADO SEJA O NOME DO SENHOR JESUS! ALELUIA!!!

CONCLUSÃO
Diante desse nome tão excelso e poderoso, o que são os nossos problemas? O que são os nossos dilemas? Quem é o inimigo de nossas almas? Absolutamente nada!!!

Que nos rendamos aos pés de Jesus, entregando a Ele tudo que temos, tudo que somos, para o louvor da Sua glória. Não dê lugar ao diabo (Ef 4:27), pois ele já está derrotado, o Senhor Jesus venceu os principados e potestades. Não permita que o inimigo ronde sua vida, permeie seus pensamentos, domine seu coração. Lute, acredite, e vença o diabo através do poderoso nome de Jesus!

Que vivamos como servos desse Senhor poderoso, majestoso e soberano.

Que oremos derramando nossos corações diante dEle, pois o Seu nome é acima das enfermidades, acima das provações, acima das tentações, acima de tudo! Não há nada que não se submeta ao poderoso nome de Jesus.

A Ele seja toda glória, amém, e amém!!!


  
Leia também - O MARAVILHOSO PODER DE DEUS (1) - VIDA, MORTE, RESSURREIÇÃO, ASCENSÃO E GLORIFICAÇÃO DE CRISTO.
 
SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT