DEUS ODEIA O DIVÓRCIO

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 17.02.13


“Eu odeio o divórcio, diz o Senhor, o Deus de Israel, e o homem que se cobre de violência como se cobre de roupas, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso tenham bom senso; não sejam infiéis.” Malaquias 2:16 (NVI).

O que está acontecendo com a família brasileira? No final do ano passado foi divulgado que o número de divórcios em 2011 foi de 351.153, número 45,6 % maior do que o registrado em 2010. A célula base da sociedade, a família, está em crise! Isso é constatado facilmente pelos números apresentados. O casamento foi instituído por Deus, e é o meio pelo qual famílias surgem dentro desses princípios estabelecidos por Deus.

Por que o Senhor odeia o divórcio? Porque o divórcio banaliza e desvaloriza essa instituição tão sagrada, propiciando a destruição da família. O divórcio (e tudo que causa o divórcio) denuncia ausência de fé e temor, e a infidelidade a Deus. Somente insensatos e loucos intentam andar em caminhos que Deus odeia. Ele mesmo ordenou: “O que Deus uniu não separe o homem” (Mt 19:6b). Porém, milhares de casais não ligam para o que Deus ordenou. Acrescente-se que o diabo trabalha arduamente para destruir as famílias, pois ele sabe que assim causará infelicidade, traumas e feridas que poderão permanecer pela vida inteira. Além disso, deixará a sociedade enferma com milhares de vidas, que devido aos traumas da infância, estarão mais aptos a se afundar na prostituição, homossexualismo e drogas. Não é exatamente esse o “raio x” da sociedade moderna? Os filhos são os que sofrem mais, com a separação dos pais. Apesar de todos os alertas e avisos de Deus, apesar dos números e danos constatados, o divórcio é uma triste realidade. Em todos os lugares nota-se o crescimento das separações e lares desfeitos.

Por que há tantos divórcios? Em muitos desses casos o divórcio veio por causa da infidelidade conjugal, e pela banalização dos valores morais instituídos por Deus. Em Mateus 19:8-9 Jesus “autorizou” o divórcio em casos de infidelidade; mas o que se nota, é que grande parte de casamentos não estão dando certo por motivos banais ou secundários. Muitos casais separam-se por causa de desentendimentos e brigas, não conseguindo mais suportar-se um ao outro e conviver no mesmo espaço juntos; é a chamada “incompatibilidade de gênios”.

O casamento não alicerçado em Cristo e em Sua Palavra, poderá não resistir às pressões do cotidiano. Quando tais pressões se avolumam não é incomum acontecer o divórcio. Isso também é uma forma de “dureza de coração”, pois do contrário haveria mais amor, diálogo, respeito, consideração, oração, perdão, entendimento, humildade e vontade de ceder. Muitos problemas seriam sanados, casamentos seriam fortalecidos e lares seriam restaurados. Mas, infelizmente, não é o que se vê com frequência.

Como vencer essa onda de separações e divórcios? Primeiramente Deus precisa ser Quem une o casal e a família como um todo. Semelhante a uma "supercola" que une as partes, tornando-as uma só peça, Deus une os casais que a Ele se achegam, fortalecendo os laços de amor, e mantendo o casamento vivo e firme. Se o seu casamento está em crise, você precisa pedir a Deus que Ele seja a base do seu matrimônio. Deus tem o antídoto para que o seu casamento dê certo. Siga Seus conselhos e assim seu casamento não estará “em crise”, mas “em Cristo”!

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT