COMO NÃO CASAR COM A PESSOA ERRADA

Por: Pr. Sergio e Magali Leoto

“Só existe UMA pessoa certa, para que eu me case? E se eu escolher a pessoa ERRADA?”

Pergunta respondida pelos autores Sergio e Magali Leoto, em seu novo livro “Histórias de Amor Com Um Toque Divino”.


Não há informação bíblica, que nos diga se existe apenas uma pessoa certa, para que casemos. O que existe, é o ensino apostólico sobre ser “marido de uma só mulher” e consequentemente, válido também para esposas terem um só marido (1 Timóteo 3:2; Tito 1:6).

Podemos citar, entretanto, como nós pessoalmente cremos. Entendemos que Deus permite que conheçamos várias pessoas boas e confiáveis. Mesmo não sendo perfeitas, seriam ótimos conjuges, com quem poderíamos ter um casamento feliz. Nós iremos conhecê-las melhor e decidir de quem iremos nos aproximar mais, e se Deus permitir, iniciar um namoro e futuramente o casamento.

Depois que escolhermos e casarmos com a pessoa, vale o princípio bíblico: “marido de uma só mulher”, e obviamente, "mulher de um só marido"! Se fizemos a escolha, lutaremos pelo bom relacionamento, diariamente. Problemas de relacionamentos poderão existir, mas podem e devem ser tratados. Não posso “jogar tudo para o alto”, achando que “casei com a pessoa errada”! Neste caso, é hora de pedir ajuda, para restaurar os rumos do casamento.

Outras perguntas respondidas no livro:

1) Por que eu tenho tanta dificuldade de encontrar a pessoa certa para namorar, visando um possível casamento? O que acontece comigo? (Salmos 55:22).

2) Eu preciso encontrar alguém que seja a minha "alma gêmea", a minha "cara metade?" (Gênesis 2:18).

3) Sou EU que escolho, ou é DEUS quem escolhe a pessoa com quem vou me casar? (Gênesis 24; 2 Coríntios 6:14).

4) Sinceramente, não sei definir se o que eu sinto pela pessoa que namoro, se é amor ou paixão! Como vou saber se este sentimento será suficiente, para que eu possa me casar e ser feliz? (Lucas 11:9; 1 Coríntios 14:33).

5) Estou namorando há algum tempo e já estamos pensando em casamento. Só que a pessoa tem alguns defeitos, que eu não gosto. Às vezes, eu penso que quando nos casarmos, estes defeitos irão melhorar. Será que isso é verdade? (Lucas 14:28).

6) Deus pode intervir, se eu tiver uma crise séria, em meu futuro casamento? E como se dará esta intervenção? (Mateus 19:26; Efésios 6:13).

7) Devo insistir em um namoro, se forem frequentes os desentendimentos e divergências de pensamento? Não é melhor romper logo, visando ter o mínimo de sofrimento para os dois? (Provérbios 21:19; 22:24).

8) Tenho amigos que se divorciaram em menos de dois anos de casados. O que devo fazer para não fracassar também, quando me casar? (Malaquias 2:16).

9) Tenho um grave problema com a ansiedade! Faço o propósito de confiar em Deus para encontrar a pessoa certa para namorar e casar, mas não consigo! Acabo me desesperando e escolhendo pessoas erradas, tendo namoros desastrosos! O que eu faço para vencer esta ansiedade? (Mateus 6:25).

10) Sei de pessoas solteiras que já mantém relações sexuais. O que a Bíblia diz sobre a possibilidade de praticarmos o sexo, antes do casamento? (Gálatas 5:19-21).

11) Mesmo se estiver casado, posso me sentir fortemente atraído por outra pessoa. Não vejo nenhum mal em viver esta aventura extra-conjugal, desde que meu conjuge nunca fique sabendo. O que a Bíblia fala a este respeito? (Provérbios 6:24-7:27).

12) Quando brigo com meu (minha) namorado (a), não aguento ficar muito tempo, sem tentar acertar o problema que houve, seja para perdoar ou pedir perdão. Mas sei que existem pessoas que optam por não falar mais no assunto e agir, como se nada tivesse acontecido! É a filosofia que diz que "Amar é nunca ter que pedir perdão". Qual é a melhor atitude? (Efésios 4:32).

O livro “Histórias de Amor Com Um Toque Divino” pode ser adquirido pelo site: www.ediouro.com.br/site/seals/index/thomasnelson/, ou nas melhores livrarias.


Obs.: a pergunta acima é provocativa, pois é essa a conclusão a que chegam muitos casais quando enfrentam as crises conjugais, razão pela qual o número de divórcios por motivos fúteis é tão grande. Certamente o conteúdo desse post (e do livro indicado) serve não só para orientação na hora da escolha, mas também para encorajar ao enfrentamento das crises conjugais.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários