A PALAVRA DO MESTRE - É TEMPO DE DECISÃO

Por: Rev Nelson França
 

“Mas, a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no Seu nome.” João 1:12.

A rejeição de Jesus, por parte do seu povo, é inquestionável. Os
Evangelhos a descrevem com riqueza de detalhes. As razões da rejeição foram as mais diversas. Entre os líderes religiosos, por exemplo, muitos O rejeitaram por inveja ao sentiram-se ameaçados na sua popularidade. O povo O rejeitou por que se deixou induzir pelos líderes religiosos.

Além do seu próprio povo Ele foi rejeitado pelos romanos. Herodes por exemplo O viu como uma ameaça ao seu governo. Os atenienses, após ouvirem o grandioso discurso de Paulo acerca do Evangelho da salvação, também decidiram rejeitar, dizendo apenas que o ouviriam em outra ocasião. Os cidadãos gadarenos, chegaram ao ponto de rogar para que Jesus Se retirasse da sua terra.

Após tantos séculos, o quadro de rejeição de Jesus não mudou. A rejeição de Jesus é patente entre pessoas de todas as classes sociais, quer entre ricos, pobres, cultos e incultos. Cada qual com o seu conceito, justificativa ou argumento, a maioria continua dizendo não ao Salvador. Seja através de uma rejeição declarada, dizendo não; ou sutil, permanecendo, até por vezes calado, dando a impressão de indecisão ou indiferença. Os homens continuam rejeitando a sua única possibilidade de salvação.

Mas, se de um lado o quadro de rejeição não mudou, por outro, o
“prêmio” daqueles que O recebem, também permanece o mesmo que naqueles dias: “recebem o poder se serem feitos filhos de Deus”.

E você? Você é dos que O rejeitam justificando-se ou está entre os que se calam? Espero que não esteja entre nenhum desses; mas, sim, entre aqueles que receberam a Jesus e creem no Seu nome.

O Rev. Nelson é pastor da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL