CO-PARTICIPANTES DA NATUREZA DIVINA

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Via Gerti, S.C.Sul / SP
Estudo Bíblico 28.11.12


“...pelas quais nos têm sido doadas as Suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo.” 2 Pedro 1:4b.
 

Vimos anteriormente que 1 Pedro 1:3 nos fala acerca da glória e da virtude de Deus, às quais Ele nos chamou, e que Ele já doou todas as coisas que nos conduzem a esse estilo de vida, e que por meio delas recebemos Suas preciosas e mui grandes promessas. Na primeira parte do vs.4 vimos que através da Sua glória e virtude (vs.3), Deus nos doou preciosas e mui grande promessas. E agora Deus nos revela algo grandioso demais para nós compreendermos: o desejo de Deus é sejamos co-participantes da Sua natureza divina. E Ele reparte conosco parte de Sua natureza divina, através de Suas preciosas e mui grande promessas. Meu Deus, que grande mistério há aqui! Pois como podemos, tão imperfeitos e pecadores, vasos de barro, sermos recipientes onde o Senhor vai colocar a Si próprio? Mas é isso que o texto sagrado nos diz! Essa verdade tem que nos deixar extasiados! Não podemos jamais fazer pouco caso disso. Certamente precisamos nos deter e refletir acerca da seriedade que é ser um (a) servo (a) de Deus. Ele quer participar conosco, isto é, nos doar, repartir conosco, transmitir a nós a Sua própria natureza.

Infelizmente vemos com frequência tantos que parecem não crer nessa Palavra, porque parece que "não estão nem aí"... Deus, desperte-nos desse sono de morte... Por favor, nos acorda Senhor, para conhecermos essas verdades!

Quando Jesus falou com Nicodemos acerca da salvação, Ele usou o termo “novo nascimento”. Certamente Jesus estava ensinando que para ir para o Céu é preciso morrer para si mesmo e nascer para Deus. Assim, ao recebermos a salvação já começa em nós este processo do qual Pedro estava falando (João 3:3-7). Naqueles exado momento o Senhor vem habitar no coração do "novo-nascido", através do Espírito Santo (Efésios 1:13).

Esse versículo é um reforço do que já foi dito no vs. anterior, comparemos:

Vs.3 - conhecimento completo, glória e virtude
Vs.4 - co-participantes da natureza divina

Vs.3 - sido doadas todas as cousas
Vs.4 - sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas.

Deus quer que sejamos co-participantes de Sua natureza divina! Excelsa graça! Nós pecadores sermos participantes da natureza do Santo Deus! Como não valorizar esse tão grande privilégio? Como desprezar esse desejo do próprio coração de Deus? Devemos entender que esse é o projeto de vida que Deus preparou para nós!

Mas para isso é necessário que nos libertemos da corrupção das paixões que há no mundo (vs.4b). Como vimos anteriormente no vs.3, é acerca dessa vida piedosa que Pedro está tratando aqui, e para alcançá-la necessário é nos livrarmos da corrupção das paixões que há no mundo, isso é essencialmente a busca do crescimento espiritual através de uma vida santificada.

O termo "paixões que há no mundo" aponta diretamente para os pecados de natureza moral, os pecados da carne (sexualidade) tão comuns no mundo. Deus fez o homem e a mulher e os uniu no casamento. Qualquer tipo de união sexual fora do casamento é pecado, assim como todo tipo de distorção.

Mas não devemos pensar que esse termo "paixões que há no mundo" trate apenas de pecados morais ligados ao sexo. Certamente quando se fala esse termo abre-se um leque em todas as áreas que devemos vigiar: materialismo, ganância, amor ao dinheiro, pensamentos, desejos, manias, palavras, costumes, enfim tudo que corrompe a fé, tudo que é pecado, tudo aquilo que existe e se manifesta contrariamente à vontade de Deus expressa em Sua Palavra. Então para termos o pleno conhecimento de Cristo, a co-participação da natureza de divina, necessário é que nos livremos da corrupção das paixões mundanas. Como? É a pergunta que se faz diante de tão grande desafio.

E então o apóstolo Pedro fala-nos vs. 5 a 7 sobre nove preciosidades, nove atitudes cristãs que podemos encarar como degraus do crescimento espiritual. Esses degraus serão o meio pelo qual poderemos alcançar esse tão grande tesouro do conhecimento de Deus e sermos co-participantes da natureza dEle. Buscando, cultivando e praticando essas virtudes espirituais nos livramos da corrupção do pecado que tanto prolifera no mundo. Isso é mais precioso que ouro ou prata, são riquezas de valor inestimável, valor eterno. Viver essa realidade é mais importante do que qualquer outra coisa ou evento de nossas vidas. Vamos procurar estudar cada um destes itens com temor e tremor procurando entendê-los numa escalada ascendente de crescimento e desenvolvimento da fé cristã.

Cabe a nós subir os degraus nessa escalada de crescimento e desenvolvimento:

Vs.5 – diligência, fé, virtude, conhecimento;
Vs. 6 – domínio próprio, perseverança, piedade;
Vs.7 – fraternidade, amor.

Material de apoio:
- Bíblia Anotada - Editora Mundo Cristão
- Bíblia Vida Nova - Editora Vida Nova
- Dicionários: Aurélio, Michaelis e Priberam.
- Pequena Enciclopédia Bíblica de O.S.Boyer - Editora Vida.


Estudo anterior: O CONHECIMENTO COMPLETO DE DEUS - GLÓRIA E VIRTUDE.
Próximo estudo: DILIGÊNCIA.
Estudo completo: BUSCANDO O CRESCIMENTO ESPIRITUAL.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL