O DIA DA NOSSA INDEPENDÊNCIA

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti - S.C.Sul / SP
Pastoral Boletim 09.09.12


“Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” João 8:36.

Setembro é o mês em que a nação brasileira comemora a sua independência de Portugal, a emancipação política e econômica como povo e nação. Determinados aspectos dessa versão, no entanto, são contestados por alguns historiadores em nossos dias, o que, no entanto, não mudou a data comemorativa. O que vale é o significado desse dia. Comparando essa data cívica com a nossa vida espiritual, encontramos semelhanças e diferenças.

Em nossa fé também temos uma data importante a ser comemorada e relembrada sempre: o dia da nossa independência. Independência do jugo e da escravidão do pecado, o dia em que Cristo nos salvou. Nós que vivíamos sob a opressão de satanás, encontramos liberdade em Jesus. Antes éramos prisioneiros, mas Cristo nos mostrou a saída, o Caminho perfeito em que vivemos, não mais como prisioneiros, espoliados e subjugados pelo opressor, mas como filhos de Deus libertos por sua graça. Em Cristo há verdadeira liberdade, dada gratuitamente a todo que nEle crer. Quando não conhecíamos a Cristo o inimigo roubava a nossa felicidade, alegria, paz, e satisfação em viver e servir a Deus. Mas quando Jesus nos libertou, Ele fez uma aliança conosco e passamos a conhecer a verdadeira vida que somente Ele pode dar.

Ao sermos salvos Deus fez conosco uma Aliança no Sangue de Jesus, e nos tornamos totalmente dependentes dEle. A nossa permanência na prática de Sua Palavra é o que nos garante a vitória. Não estamos mais em rebeldia contra Ele, somos seus servos (Ef 2:1-9; 5:6). Ele É a nossa vida, nossa vitória, nosso ar, alimento, bússola, Pai e Mestre, nosso amigo e protetor de todas as horas, nosso Salvador e Senhor; sem Ele nada podemos fazer (Jo 15:5). O jugo de Jesus é suave e Seu fardo é leve (Mt 11:30). Ele não nos fere, nos cura; não nos rouba, nos abençoa; não nos oprime, nos dá descanso; não nos acusa, nos perdoa; não nos abandona quando pecamos, mas nos ajuda a levantar novamente. Depender de Cristo é o grande projeto de Deus para a vida de Seus filhos, pois é uma vida verdadeiramente feliz que conduz à eternidade com Deus.

Há pessoas que ainda não creem em Deus suficientemente para Lhe entregarem a vida, e viverem sob o Senhorio de Cristo. São pessoas que desejam ser independentes de Deus, e por isso não se aproximam dEle. Essa vontade de ser independente de Deus, vem lá do Éden e tem levado gerações inteiras ao fracasso e à morte eterna. O que seria de nós sem Deus? Sem Ele não há vida, felicidade, esperança, satisfação, paz interior e a segurança que só Ele dá. O que experimentamos no passado, em uma vida distante de Deus, na busca de sermos independentes dEle, foi somente vazio, escravidão, desesperança, culpa, medo e o estigma do pecado e da morte. É o próprio satanás que engana aqueles que pensam que podem ser independentes de Deus e permanecem distantes de dEle, de Sua Palavra e Sua Igreja. Esses tais são vulneráveis às mentiras e enganos do diabo, prisioneiros do pecado destinados a viver com ele eternamente no inferno.

Venha para Jesus e experimente a verdadeira vida, totalmente livre e independente do mundo, do pecado e do diabo. Abra o seu coração e tenha uma aliança com o Senhor, torne-se filho (a) dEle, dependente (sim!!!) de Seu amor e de Sua graça. Essa é a maior bênção que alguém pode ter: a salvação! Essa é a vida real, coroada de bênçãos, plena da felicidade verdadeira que emana de Deus, com a certeza e a segurança da vida eterna em Cristo Jesus. Faça a sua decisão enquanto é tempo.

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL