A RESSURREIÇÃO DE CRISTO E SEUS EFEITOS (4) A ESPERANÇA DA VIDA ETERNA


Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Culto Vespertino 17.06.12 - introdução e itens 1 e 2

Culto Vespertino 24.06.12 - item 3 e conclusão

A ESPERANÇA DA VIDA ETERNA


TEXTOS BÁSICOS
1 CORÍNTIOS 15:12-26; 50-58; 1 TS 4:13-18

INTRODUÇÃO
Essa mensagem encerra a série “A Ressurreição de Cristo e Seus Efeitos”, que foi iniciada em abril por conta da Páscoa, como segue: 

08/04/12 PARTE 1 - VALIDAÇÃO DA PREGAÇÃO;
15/04/12 PARTE 2 - A DERROTA DE SATANÁS;
29/04/12 PARTE 3 - A MORTE DA MORTE.

Falar da esperança da vida eterna é uma das coisas mais interessantes e prazerosas no estudo das Sagradas Escrituras. Isso porque ao falarmos do Céu estamos adentrando nas mais preciosas promessas que o ser humano poderia receber de Deus.

Um dia todos nós partiremos desse mundo. Para onde vamos? Deus se preocupa conosco, tanto que providenciou para aqueles que nEle crêem um Caminho de salvação e a vida eterna está no final desse Caminho. Jesus disse: “Eu Sou o Caminho, e a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai, senão por Mim.” (João 14:6).


EXPLICAÇÃO
O povo grego não acreditava na ressurreição dos mortos. Para eles o corpo era a masmorra da alma, e portanto não fazia sentido acreditar na ressurreição. O problema era que por influência daquela cultura, havia na Igreja de Corinto um movimento de crentes que afirmavam não crer na ressurreição. Por isso Paulo frisou a realidade da ressurreição de Cristo, trabalhando nesse texto os efeitos da ressurreição. Paulo mostra que a ressurreição é uma doutrina básica da fé cristã, um fato irrefutável diante da própria ressurreição de Cristo, e a esperança gloriosa para os salvos.

ARGUMENTAÇÃO
A grande aspiração do crente é ir morar no Céu um dia. O Céu é mais importante do que tudo que há na Terra. Nada sobrepuja a maravilha que é o Céu, nada é mais precioso do que o Céu. Ir para o Céu é a grande expectativa da Igreja do Senhor Jesus. O crente quer ir para lá, o crente se importa com isso, e tem o Céu como o que há de mais valioso em sua vida. Por causa do Céu nós abandonamos o mundo e seus prazeres; por causa do Céu nos dedicamos ao conhecimento e ao serviço do Senhor; por causa do Céu amamos a Igreja, oramos, lemos a Bíblia e nos santificamos. Se não houvesse Céu tudo estaria perdido.
“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens.” 1 Coríntios 1519.

Hoje vamos falar do Céu, o que Deus fez para que pudéssemos chegar lá, e o que precisamos fazer para que essa seja a nossa esperança.

1 – A RESSURREIÇÃO DE CRISTO
 “Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.” 1 Coríntios 15:20.

Essa esperança só nos é possível porque Cristo morreu e ressuscitou, se Ele não tivesse vindo nenhum de nós seria salvo. Mas graças ao Seu eterno e sublime amor, temos esperança. Pense por um momento: e se Cristo não houvesse derrotado a morte? Se Ele não houvesse ressuscitado, como seria?
- A pregação do Evangelho e a fé seriam inúteis (vs.14);
- Seríamos mentirosos (vs.15);
- Ainda estaríamos em nossos pecados (vs.17);
- Os que partiram em Cristo estariam mortos (vs.18).

A ressurreição de Cristo traz esperança ao coração do crente. Muitos vivem sem paz e sem esperança, simplesmente porque não crêem de fato na ressurreição de Cristo, para eles é como se Cristo fosse um perdedor, e como se Ele estivesse morto. Afirmar que crê não resolve, é preciso CRER de fato no coração. E quando alguém crê de fato que Cristo não está morto, mas ressuscitou, a pregação do Evangelho faz sentido, a fé torna-se real, a mentira é abandonada, os pecados são vencidos, e há uma confiança maravilhosa na vida eterna, no Céu. Era isso que estava faltando na vida de muitos na Igreja de Corinto. (Leia esse livro).

A nossa esperança está firmada não em nós, mas nos méritos de Cristo, em Sua obra perfeita, e em seu infindável amor por nós. Através de Sua obra graciosa em nossos corações é que somos capacitados a crer em Sua Palavra. Por isso a Sua obra é perfeita, sem erros, falhas ou possibilidades de falhas. Podemos confiar nEle de todo o nosso coração.

A ressurreição de Cristo é irrefutável do ponto de vista bíblico. Não temos outra prova física, um vestígio, alguma coisa palpável que possamos provar essa realidade. Mas para os que crêem na Palavra de Deus isso não é problema. Nós não precisam de vestígios arqueológicos, fotos, filmes, etc., para crermos em Cristo. A Bíblia nos dá respaldo suficiente.

Apropriar-se das bênçãos contidas na ressurreição de Cristo é estritamente um ato de fé na Palavra de Deus. Você crê na ressurreição de Cristo? Os que nEle crêem também ressuscitarão para a vida eterna.
 

2 – RESSURREIÇÃO, ARREBATAMENTO E GLORIFICAÇÃO
“Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos” 1 Coríntios 15:51. (1 Co 15:20-23; 51-53; 1 Ts 4:13-18).

Ao usar o verbo “dormir” Paulo referia-se à morte. “Nem todos morreremos”, isto é, os crentes que estiverem vivos na volta de Cristo não morrerão, serão arrebatados. Mas tanto os que já estiverem no Céu naquele dia glorioso, como os que estiverem vivos, todos serão transformados. Seremos todos tomados pela glória de Deus. Essa glorificação é tratada por pelo menos três expressões: vivificação (vs.22), transformação (vs.51), revestimento de imortalidade e incorruptibilidade (vs.53-54). Esse tema é tratado aqui e também em 1 Ts 4:13-18.

Isso será necessário para que possamos entrar no Céu com nossos corpos. Os irmãos que já partiram estão no Céu, porém em espírito, sem os seus corpos. Quando a Bíblia afirma que eles ressuscitarão significa que esses irmãos que estão na glória celestial receberão seus corpos agora glorificados, vivificados, transformados pela glória divina, revestidos da incorruptibilidade e da imortalidade. Os que estiverem vivos passarão por esse processo sem passar pela morte através do arrebatamento.

Haverá uma cronologia nesse momento final da história do mundo:
“Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda.” 1 Coríntios 15:23.

Algumas questões podem surgir. Por exemplo: na ressurreição seremos reconhecidos? A resposta é sim. Jesus quando ressuscitou foi reconhecido pelos discípulos, e Ele é a primícias dos que dormem. Em 1 Co 15:44 é usado o verbo “semear” para falar da morte.
“Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual.” 1 Coríntios 15:44.

Sinais gloriosos precederão esse momento tão glorioso e esperado:
“Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua Palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos Céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro” 1 Tessalonicenses 4:16.

O Senhor descerá dos Céus! Aleluia!
“Eis que vem com as nuvens, e todo olho O verá, até quantos o traspassaram.” Apocalipse 1:7.



3 – DOIS TIPOS DE RESSURREIÇÃO

Ao nos falar acerca da ressurreição, a Bíblia nos afirma que todos ressuscitarão. Os crentes para a vida eterna, e os ímpios para o Juízo.

3.1 – A RESSURREIÇÃO PARA A VIDA ETERNA
Essa doutrina é ao mesmo tempo maravilhosa e pavorosa. Para os crentes é maravilhoso sabermos que um dia ressuscitaremos para a vida eterna no Céu, que lá entraremos com o nosso corpo glorificado, transformado, revestido da incorruptibilidade, seremos semelhantes a Cristo ressurreto.

Notemos, porém, que somente os que foram lavados pelo Sangue de Cristo têm a esperança da vida eterna.
“Um dos anciãos tomou a palavra, dizendo: Estes, que se vestem de vestiduras brancas, quem são e donde vieram? Respondi-lhe: meu Senhor, Tu o sabes. Ele, então, me disse: São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no Sangue do Cordeiro, razão por que se acham diante do trono de Deus e O servem de dia e de noite no Seu santuário; e aquEle que Se assenta no trono estenderá sobre eles o Seu tabernáculo. Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor algum, pois o Cordeiro que Se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.” Apocalipse 7:13-17.

3.2 – A RESSURREIÇÃO PARA O JUÍZO ETERNO
Porém, para os que não salvos, essa expectativa é inquietante, pois eles ressuscitarão para o juízo e o castigo eterno. Essa doutrina é irrefutável diante das Palavras do Senhor Jesus.

“Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a Sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo.” João 5:28-29.

Assim como em Mateus 25, aqui o Senhor nos revela detalhes do grande Dia do Juízo Final. Que dia terrível será aquele em que o Senhor julgará toda a Terra.

“O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos. Vi um grande trono branco e aquEle que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida, foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar os mortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suas obras. Então, a morte e o inferno foram lançados para dentro do lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.” Apocalipse 20:10-15.

Qual seria a sua expectativa? Ressurreição para a vida eterna, ou ressurreição para o juízo eterno? Prepare-se para o dia da ressurreição.

CONCLUSÃO – A ESPERANÇA DA VIDA ETERNA (18-23)
Onde está a nossa esperança? Onde está o foco da nossa existência? Aqui nesse mundo? Então estamos perdidos, é o que nos diz o vs.19:
“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.”

Não é pecado gostar daquelas coisas que estão no mundo e que não nos conduzam ao pecado. A natureza por exemplo. Porém, tudo que há no mundo está corrompido pelo pecado, mas com a ajuda do Espírito Santo podemos discernir aquilo que agrada daquilo que entristece ao Senhor.

Não podemos jamais depositar nessas coisas a nossa alegria e a nossa esperança. Nossa esperança tem que estar em Cristo, porque tudo que há no mundo passa, mas o Senhor permanece eternamente.

Mas a ressurreição de Cristo nos garante também a segurança de que a nossa caminhada não terminará aqui. Ele prometeu que no final dos tempos irá nos ressuscitar, vivificar e nos transformar completamente nos dando um corpo novo. Nesse corpo não teremos mais sofrimento, dores, enfermidades, e tudo que o pecado possa nos fazer sofrer. Nesse estado futuro seremos semelhantes a Ele mesmo, nosso corpo mortal será revestido de glória e viveremos para sempre com o Senhor. Por isso que o vs. 20 usa a expressão “primícias”, ou seja, Ele é o primeiro, Ele inaugurou essa nova etapa da vida cristã que aguardamos ansiosamente.

Essa é a grande esperança do crente.

“Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras.” 1 Ts 4:18.

SOLI DEO GLORIA!!!

Material de apoio:
ABA – A Bíblia Anotada
BEG – Bíblia de Estudo de Genebra
Programa Verdade e Vida.


Comentários

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT