O DRAMA DO DIVÓRCIO

“De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. 
Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” Mateus 19:6.

Os véus das noivas estão cada vez mais longos e os casamentos cada vez mais curtos. Em alguns países já há mais divórcios do que casamentos. Casa-se sem reflexão e divorcia-se por qualquer razão. Muitos casamentos que começaram com juras de amor e sonhos de felicidade terminam com um traumático divórcio. Mais feridos que os cônjuges ficam os filhos. Pois os cônjuges podem até se apartar um do outro, mas não há divórcio entre pais e filhos. Os filhos são as maiores vítimas do divórcio. A Bíblia diz que Deus odeia o divórcio (Ml 2:16).

O divórcio é a apostasia do amor, a quebra da aliança, o fracasso do casamento. Deus instituiu o casamento e não o divórcio. Este é permitido por Deus e não ordenado por ele. Permitido apenas por causa da dureza do coração, ou seja, pela incapacidade de perdoar. O perdão é melhor do que o divórcio. Não há pessoas perfeitas nem casamento perfeito. Todo casamento exige investimento e renúncia. Todo casamento exige paciência e perdão. As crises podem ser vencidas e as limitações superadas. O amor tudo vence!

Oremos
Senhor, em obediência à Tua Palavra vou fazer valer o juramento que fiz ao meu cônjuge de lhe ser fiel até que a morte nos separe, independentemente das adversidades. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT