O DRAMA DA PORNOGRAFIA


“Digno de honra entre todos seja o matrimônio, 
bem como o leito sem mácula...” 
Hebreus 13:4.

A pornografia é a deturpação e a banalização do sexo. O sexo é bom, puro, santo e deleitoso. Fomos criados com desejo sexual e com a capacidade de dar e receber prazer sexual. Mas o sexo é um privilégio para ser desfrutado com segurança e prazer no casamento. Antes do casamento, a prática do sexo é fornicação e os que andam por esse caminho estão debaixo da ira de Deus. Fora do casamento, a prática do sexo é adultério e só aqueles que querem se destruir cometem tal loucura. Mas, no casamento o sexo é uma ordenança divina.

A relação sexual entre marido e mulher precisa ser sem mácula. A santidade do sexo não é contrária ao seu pleno prazer, mas sua condição indispensável. Aqueles que navegam pelos pântanos imundos de sites pornográficos e alimentam sua mente com a impureza destroem sua própria alma. Aqueles que buscam a auto satisfação sexual adoecem a mente e tornam-se prisioneiros de um vício degradante. Somente pelo poder do Espírito podemos ter uma vida sexual pura e santa. Somente assim poderemos triunfar sobre a armadilha da pornografia.

Oremos
Pai, a pornografia está por toda a parte. Rogo-Te, pois, que me preserves em santidade. Que o brilho de Tua graça me cegue 
diante das impurezas da pornografia. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários