O DRAMA DA MORTE


“Graças a Deus, que nos dá a vitória por 
intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.” 
1 Coríntios 15:57.

A morte é o sinal de igualdade na equação da vida. Chega a todos irremediavelmente: ricos e pobres, doutores e analfabetos, velhos e crianças, religiosos e ateus. O encontro com a morte é inevitável. Até Jesus voltar todos terão de atravessar esse vale sombrio. Por mais que a morte seja certa, não nos acostumamos com ela. Não fomos criados para a morte. Sempre que a morte coloca suas mãos geladas em quem amamos, abre sulcos de dor em nossa alma. Sempre que ela nos espreita, ficamos sobressaltados. A morte é o rei dos terrores. A morte, porém, foi vencida. Ela não tem mais a última palavra. Jesus arrancou seu aguilhão.

Jesus matou a morte com Sua morte e trinfou sobre ela em Sua ressurreição. Não precisamos mais temer a morte. Podemos dizer como Paulo: “Onde está ó morte a tua vitória? Onde está ó morte o teu aguilhão? Tragada foi a morte pela vitória”. Agora, morrer para o cristão não é mais sinal de desespero. Morrer é deixar o corpo e habitar com o Senhor. Morrer é partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor.

Oremos
Senhor, é bom saber que as garras da morte não podem mais me prender. Através da morte e da ressurreição de Jesus eu sou livre dessa perversa escravidão. No nome precioso de Cristo, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT