EVANGELHO, O PODER DE DEUS


“Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê...” 
Romanos 1:16.

Paulo estava se preparando para visitar Roma, a capital do império. Caminhava para Jerusalém para levar aos pobres da Judéia uma generosa oferta. De Corinto escreveu sua mais robusta epístola e, já no prólogo, fez a mais audaciosa afirmação: “não me envergonho do Evangelho”. Paulo se sentia devedor do Evangelho. Estava pronto para pregar o Evangelho e não se envergonhava do Evangelho. Há indivíduos que se envergonham do Evangelho e outros que são a vergonha do Evangelho.

Paulo, porém, não se envergonhava do Evangelho, mesmo tendo sido preso e suportado açoites e apedrejamento por causa dele. Paulo não se envergonhava do Evangelho porque ele é onipotente. O Evangelho é o poder de Deus. Seu poder não é para a destruição, o Evangelho é o poder de Deus para a salvação. Não salvação de todos sem exceção, mas salvação de todos os que crerem no Evangelho, sem acepção. 


Há uma limitação no evangelho. Traz salvação não aos incrédulos, mas apenas àqueles que crêem, sejam eles judeus ou gentios. A porta da salvação está aberta em Cristo. Eis a voz do Evangelho!

Oremos
Senhor, em nenhum momento terei vergonha do Teu Evangelho, pois ele é o Teu poder para salvar o pecador. Portanto, (re) assumo hoje o compromisso de anunciá-lo. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT