CUIDADO COM SEU CORAÇÃO

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vila Gerti, S.C.Sul / SP
Passeio em Cotia 21.04.12


“Alegra-te, jovem, na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem o teu coração e agradam os teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas.” Eclesiastes 11:9.

Este texto é lido sempre para os jovens, porque é direcionado a eles, em primeiro lugar. No entanto, a mensagem contida serve para todas as pessoas. Aqui o Senhor faz um alerta muito sério acerca dos perigos do coração e o Dia do Juízo Final, onde Ele pedirá contas a cada um de nós sobre todos os nossos atos.

É necessário compreender o sentido do texto. O teor dessas palavras soa como um alerta de Deus sobre o perigo de seguirmos os caminhos que o nosso coração e os nossos olhos tentam nos direcionar. Aqueles que só querem recrear seus corações e agradar seus olhos terminam se corrompendo em diversos pecados, e passam a viver em função disso. É o homem buscando satisfazer seus desejos e prazeres. Isso terá um alto preço: o castigo eterno (Ap 20:11-15).

Deus não está nos encorajando a um auto-indulgência insensata (Tg 1:13), mas dá uma advertência sóbria segundo a qual tudo será levado a juízo (Mt 12:36). (BEG).

Curiosamente, satisfazer os desejos do coração é um dos pilares do pensamento humano. Assim, o coração se torna nosso inimigo número 1, muito mais perigoso que o diabo. O nosso coração pode nos induzir a cometer todo tipo de pecado e abominação contra Deus (Jr 17:9; Tg 1:14-15). Mas os que são de Cristo não vivem à mercê de seus corações, antes servem a Cristo (Gl 5:24).

Todo cuidado é pouco! Não caia nas armadilhas do coração, não se deixe dominar por ele, mas domine-o pelo poder de Cristo.

A SAÍDA QUE DEUS OFERECE - 1 Tm 4:12-16; Sl 119:9

Material de apoio: BEG - Bíblia de Estudo de Genebra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT