EXEMPLO DE ESPIRITUALIDADE

“Muito pode, por sua eficácia,
 a súplica do justo.”
 Tiago 5:16.

A história da Igreja Cristã nos fala de um homem chamado John Knox, conhecido como o pai do Puritanismo, que viveu no século 16. Ele sofreu perseguições da sanguinária rainha Maria Stuart, que perseguia todos os reformadores. O mais interessante é que esse homem se tornou num grande homem de oração.

Até mesmo Maria Stuart chegou a dizer: “Eu temo muito mais a oração de John Knox do que a todos os exércitos da Inglaterra”. Esse homem quando orava dizia: “Senhor, dá-me a Escócia para Jesus, senão eu morro”. John Knox, antes de ter sua vida radicalmente transformada, vivia uma religiosidade inócua, sem intimidade com Deus.

Nos dias de hoje, muitos acham que a oração é o símbolo de impotência humana. Só se ora quando não se pode fazer nada mais prático. Mas não é possível seguri o Senhor Jesus Cristo sem um relacionamento sério com Deus. Lembremo-nos de uma coisa: quando entramos numa vida de oração passamos a conhecer, de verdade, quem é Deus.

Oremos
Senhor, necessito me apegar mais à oração. Concordo que a pequena consideração que dou à oração é evidente no pouco tempo que Lhe devoto. Auxilia-me, eu peço. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT