ESPIRITUALIDADE E ORAÇÃO

“Passadas que foram as tentações de toda sorte, 
apartou-se dEle o diabo, até momento oportuno.” 
Lucas 4:13.

Jesus Cristo é o nosso grande modelo de oração, pois não só ensinava, mas era, de fato, um homem de oração. Ele iniciou o Seu Ministério debaixo de oração, como está escrito em Mateus 4:1-2. O Deus-homem não Se cansava de buscar o Pai. Jesus revelava um Deus totalmente diferente dos judeus e da própria religião judaica, pois não apenas O buscava, mas O chamava de "Abba, Pai" (meu Paizinho querido).

Nada foi fácil em Seu Ministério. Jesus enfrentou toda sorte de tentação (Lc 4:13). Ele enfrentou as hostilidades humanas, enfrentou dores e sofrimentos, enfrentou solidão e abandono. Literalmente Ele enfrentou a vida com todas as suas alegrias e dificuldades.

O Salvador da humanidade passava por alegrias, tristezas, enfrentava tentações, lutas, poderes constituídos, religiosos ou políticos, tudo sempre vazado de muita oração, visto que, para Jesus, a oração o levava ao encontro com o Pai e, ao mesmo tempo, estava articulado com a vida. Sendo assim, é nessa vida de oração que aparecem os traços de um homem que, verdadeiramente, conhecia o Pai e revelava Sua plena Divindade.

Oremos
Pai, apegado ao jejum e à oração, Jesus Se manteve sempre inabalável diante das investidas de satanás. Eu vou imitá-Lo, pois jejuar e orar são armas na luta contra o maligno. Em Cristo Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT