ESPIRITUALIDADE E ATIVISMO

“...Jó a seus filhos e os santificava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos... Assim o fazia Jó continuamente.” Jó 1:5.

Assistimos e, muitas vezes, praticamos uma espiritualidade centrada no ativismo da agitada vida atual. Nosso tempo é o mundo das agendas cheias. Parece-me que somos recompensados pelo número de atividades que realizamos e não pela qualidade com que fazemos essas atividades. Então, do ponto de vista cristão, fica o ressonante: não há tempo para Deus! E a consequência imediata é que passamos a oferecer a Deus o que sobra, perdendo assim a consciência das primícias, sobretudo da vida.

Nesses dias corridos, não há tempo para o silêncio da alma, do coração, da quietude diante daquEle que fala. Não há tempo para contemplação. Não existe mais tempo a sós com Deus.

Uma espiritualidade de contemplação e do silêncio da alma, neste mundo frenético, torna-se o nosso grande desafio. Nosso relacionamento com o Senhor só vai criar raízes na medida em que conseguirmos passar prolongados momentos de quietude com o Senhor. O nosso coração precisa ter sede de Deus.

Oremos
Pai de amor, dá-me forças para riscar da minha agenda o que me impede de estar quedado aos pés de Cristo. Perdoa-me, pois tenho colocado o Teu Reino em segundo lugar. Em Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT