A VONTADE DE DEUS É MELHOR

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
IPB de Vl.Gerti - S.C.Sul / SP

Pastoral Boletim 05.02.12
Estudos Bíblicos 01, 08 e 15.02.12 

"Vai, e dize a Davi Meu servo: Assim diz o Senhor: Tu não Me edificarás uma casa para Eu morar." 1 Crônicas 17:4 (ler vs.1-4).

Como seria bom se acertássemos em todas as nossas decisões, se não errássemos tanto em nossas escolhas e projetos. A Bíblia nos orienta acerca de tudo que desagrada a Deus, mas e quando nenhuma das opções é incorreta? Como saber o que fazer para não errar?


O texto citado nos leva a pensar no valor das boas intenções. Nem sempre a boa intenção será o fator determinante de um projeto abençoado. Davi estava diante de um grande empreendimento: a construção do templo de Deus. Aos olhos humanos não havia nada de errado nisso, e ele seria a pessoa mais indicada para realizar essa obra. No entanto, Deus não lhe permitiu.

Outro grave erro que muitos cometem é fazer “o que dá na cabeça”, ou o que mandar o coração. Aliás essa é uma regra de pensamento dos nossos dias: “siga a voz do coração, siga seus instintos”. A Bíblia nos alerta sobre o perigo que é seguir os desejos do coração e dos pensamentos (Jr 17:9; Mc 7:21; Ef 2:3). Esse era o desejo do coração de Davi, não do coração de Deus. Mas apesar de muitas vezes não entendermos isso perfeitamente, principalmente diante de situações difíceis que passamos, sabemos que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável (Rm 12:2).

Então, como acertar na tomada de decisões?

1 - Priorizar a vontade de Deus em tudo na vida. Qual a importância que temos dado a ela? (Mt 6:10; Lc 22:42; Jo 1:12-13; 4:34; 6:39-40; 17:24).

2 - Buscar a vontade de Deus para a sua vida, em todas as áreas. (Mt 21: 28-31; Gl 1:4; Ef 5:17; 6:6; Cl 4:12; 1 Ts 4:3-4; 5:18; Hb 10:36; 1 Pe 2:15; 3:17; 4:2; 4:19; 1 Jo 2:17).

3 - Conhecer a Bíblia e praticá-la. Não conhecer o que Deus quer constitui um erro. Pior ainda é saber e não fazer. Nossas decisões não podem ferir princípios bíblicos (Mt 22:29, Tg 1:22).

4 - Ser sábio (a). Isto é, ter discernimento, noção, bom senso, prudência, medir as conseqüências de seus atos (Gl 6:7; Tg 1:5).

5 - Orar e esperar. Muitos erram por tomar decisões sem orar. Ore sempre e peça a Deus a direção (Sl 32:8).  Ore e espere a resposta de Deus (Sl 5:3; 119:81; 123:1-2; Mq 7:7).

6 - Buscar aconselhamento pastoral, se necessário. Em certas circunstâncias é necessária ajuda externa, isto é, alguém com mais sabedoria que nós, isento de nossas emoções, e colocado por Deus para nos ajudar e nos aconselhar (Jo 3:1; Hb 13:7,17).


Seguindo esses passos certamente saberemos sempre qual é a vontade de Deus para as nossas vidas. Tome mais cuidado nas decisões...

SOLI DEO GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT