A MISSÃO DE LIBERTAÇÃO

“...Ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres, proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos.” Lucas 4:18.

Pare por um instante e imagine Jesus em sua Igreja. Alguém lhe entrega a Bíblia para que Ele escolha uma passagem para ler e meditar. O Mestre começa a ler Isaías 61. Aos poucos cada um vai compreendendo que o Senhor está compartilhando aquilo que seria Seu ministério terreno. E todos ficam “admirados com as palavras de graça que saíam dos seus lábios” (Lc 4:22). Nos últimos tempos os cristãos têm se preocupado em cuidar muito mais de si mesmos do que daqueles que passam por necessidades e tribulações. As mensagens em muitas Igrejas traduzem essa realidade: o que importa é eu estar bem.

Jesus, ao contrário, afirma que os pobres deveriam ter a fome estancada (Mt 5:6) aqueles que estivessem aprisionados, seja na alma, seja no corpo, deveriam ser libertos e os cegos e doentes deveriam ser curados. Aqui está o cerne do Evangelho: servir ao próximo numa missão libertadora (Jo 8:32). Olhe para as pessoas. Você notará que muitas estão sem alimento, com a alma oprimida, e ainda precisando receber a oração de cura para as enfermidades. Seja um verdadeiro cristão. Abrace e viva a missão libertadora de Jesus.

Oremos
Deus, torna-me um servo para ajudar aqueles que vivem marginalizados ao meu redor. Espírito Santo, encha-me do Teu poder para que isso seja uma realidade em minha vida. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT