DESPRENDIMENTO

“Por este menino orava eu; e o SENHOR me concedeu a petição que eu lhe fizera. Pelo que também o trago como devolvido ao SENHOR, por todos os dias que viver; pois do SENHOR o pedi. E eles adoraram ali o SENHOR.” 1 Samuel 1:27-28.

Sempre vou recordar do dia em nasceu meu primeiro filho. Meu coração batia forte e as minhas emoções estavam à flor da pele. Isso acontece com todos os casais quando se tornam pais. E quando eles crescem parece que começam a se tornar nossa propriedade. Um grande engano. As Escrituras nos dizem que eles são “herança do Senhor” (Sl 127:3). Ana, ao experimentar a dor de uma alma aflita por não ter filhos, clamou ao Senhor. Ele lhe respondeu, concedendo-lhe um filho, Samuel. Contrariando todas as expectativas, assim que a criança nasceu ela o consagrou ao Senhor.

E como não poderia deixar de acontecer, Samuel foi um homem usado por Deus no meio do seu povo. Ainda resistimos muito para oferecer nossos filhos ao Senhor. Com o objetivo de darmos a eles uma boa educação e formação acadêmica, os mantemos muitas vezes como propriedade nossa. Nosso mundo seria diferente se nós, como pais cristãos, oferecêssemos nossos filhos de forma desprendida. Agindo assim, eles se tornarão os profissionais de amanhã que levarão as boas novas do Evangelho onde estiverem.

Oremos
Pai Eterno, quero entregar, sem reservas, meus filhos no Teu altar. Tenho certeza que eles se tornarão ferramentas
 poderosas nas Tuas mãos. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL