CUIDADO COM A MÁ VONTADE!

A má vontade é um desastre. Se você demonstra uma contínua má vontade vai jogar fora inúmeras oportunidades e abrir um enorme fosso entre você e seus chegados. Vai ter sérios problemas com o cônjuge e com os filhos.

Se ninguém mais o procura por causa da sua irritante má vontade, a culpa é totalmente sua. Veja a história daquele casal em lua de mel. Ela estava dormindo quando ouviu a voz do seu amado batendo à porta. Ela não se levantou para abrir-lhe a porta. Teve ou fingiu ter, má vontade. “Já despi a minha túnica, hei de vesti-la outra vez? Já lavei os meus pés, tornarei a sujá-los?” Mas quando viu a mão do amado aparecer no quarto através de
uma fresta, o coração se comoveu e ela levantou e destrancou a porta. O rapaz, todavia, não estava mais ali Já se retirara e tinha ido embora. Ela o chamou, e ele não respondeu; ela o buscou e não o encontrou. A moça vestiu a túnica, calçou as sandálias e foi atrás do amado até acha-lo. (Cantares 5:2-8).

Quando a má vontade se instala entre você e Deus, a situação se torna arriscada. Veja a má vontade daqueles três convidados para comer no banquete do Reino de Deus: o primeiro disse que não ia porque tinha acabado de comprar uma propriedade e precisava vê-la, o segundo porque tinha acabado de comprar cinco juntas de bois e precisava experimentá-las e o terceiro porque tinha acabado de se casar e precisava estar com a mulher. Todos os três perderam a vez e outros tomaram os seus lugares. (Lucas 14:15-23).

A má vontade clássica de Jerusalém para com Jesus Cristo custou a sua destruição. O mais nostálgico lamento de Jesus é a este respeito: “Jerusalém, Jerusalém, quantas vezes eu quis abraçar todo o seu povo assim como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas você não quis! Agora a sua casa ficará abandonada”. (Mateus 23:37-38 BLH).

Menos de quarenta anos depois, no ano 70 da era cristã, a cidade foi cercada e arrasada pelo General Tito. A disposição favorável é muito melhor que a disposição desfavorável. A boa vontade segue um caminho de glória e a má vontade, um caminho de morte. Tenha a coragem de romper com a sua má vontade e passe hoje mesmo para o outro lado.

Extraído da Revista Ultimato.
Colaboração Pb. Osni Rullo, Congregação Presbiteriana do Jardim Suarão, Itanhaém / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT