COLOCANDO ÁGUA NA FERVURA

“Pela fé, (Abraão) peregrinou na terra da promessa como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa.” Hebreus 11:9.

Charles Spurgeon, pregador inglês do século 19 disse: “Que vivamos aqui como peregrinos e não façamos do mundo um lar, mas uma hospedaria, na qual nos alimentamos e moramos, esperando estar de partida amanhã”. Após lhes dizer que estaria indo para um lugar onde eles não poderiam ir naquele momento, Jesus disse aos discípulos: “Na casa de meu Pai há muitos aposentos (...) vou preparar-lhes lugar.” (Jo 14:2) Abraão aprendeu a lição que poderia viver neste mundo, como se fosse um lugar estranho, passageiro. E para isso ele confiou sua vida a Deus, o edificador da cidade eterna.

Cada vez mais nos tornamos pessoas que demonstram a utópica possibilidade de se viver para sempre neste mundo. Para isso, amealhamos bens, construímos propriedades e sonhamos em ter mais e mais. Para o cristão, isso não faz sentido, pois vivemos neste mundo como peregrinos, à espera do momento da volta à casa do Pai. O que preciso entregar hoje ao Senhor que me ajudaria a viver realmente como estrangeiro em terra estranha? O que tem me impossibilitado de viver na perspectiva de que um dia morarei eternamente com o Pai?

Oremos
Querido Pai, preciso aprender a viver neste mundo compreendendo que estou a caminho de um lar eterno que o Senhor preparou para mim. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT