APRENDENDO COM OUTRAS FAMÍLIAS

“...que se submetam a pessoas como eles e a todos os que cooperam e trabalham conosco.” 1 Coríntios 16:16.

Desde a minha mocidade tenho pedido a Deus que me coloque próximo a pessoas que o amem verdadeiramente. Isso tem acontecido frequentemente em todos esses anos de vida. O resultado não tem sido somente a comunhão com os irmãos, mas acima de tudo o aprendizado da vida cristã. Com o intuito de crescer numericamente e de forma rápida, algumas Igrejas passaram a promover o anonimato e, consequentemente, a ausência do discipulado. Entramos e saímos de nossas Igrejas muitas vezes sem sermos reconhecidos.

Nessa passagem, Paulo, o apóstolo dos gentios, deixa claro que havia famílias que o apoiavam decisivamente na promoção do Evangelho. Entre elas, a casa de Estéfanas, dentre outras. Como Corpo de Cristo dificilmente vamos amadurecer na fé cristã sem a comunhão com outras famílias que já caminharam mais tempo do que nós ao lado de Jesus. Mais do que isso: o texto recomenda que nos submetamos a elas, porque certamente seremos abençoados. Você tem tido a alegria de conviver com outras famílias cristãs e aprendido com elas?

Oremos
Querido Deus, peço perdão por tantas vezes deixar de aprender com outras pessoas. Quero abrir a minha casa para que outras famílias venham me ensinar a respeito da Tua Palavra. Em Cristo. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT