A TESTEMUNHA VERDADEIRA E A FALSA

“A testemunha verdadeira não mente, mas a falsa se desboca em mentiras.” Provérbios 14:5.

Uma testemunha é alguém que viu alguma coisa e transmite isso com fidelidade. Uma testemunha não reparte suas impressões subjetivas, mas suas experiências objetivas. Não fala o que sente, mas o que viu. O papel da testemunha não é dar sua versão dos fatos, mas narrá-los com integridade. A testemunha verdadeira não mente, não adultera os fatos nem se deixa subornar por vantagens inconfessas.

Jesus foi condenado pelo sinédrio judaico porque os próprios juízes contrataram testemunhas falsas para acusá-Lo. O mesmo destino sofreu Estêvão, o primeiro mártir do cristianismo.

Nossas palavras devem ser sim, sim; não, não. O que passa disso é inspirado pelo maligno. A mentira procede do maligno e promove seus interesses. Por isso, a falsa testemunha se desboca em mentiras, conspirando contra a verdade. Como a mentira tem pernas curtas e como o tempo é o senhor da razão, a mentira pode ficar encoberta por algum tempo, mas não por todo o tempo. A mentira pode enganar alguns, mas não a todos. A mentira pode ter recompensas imediatas, mas sofrerá as consequências de um vexame eterno.

Oremos
Senhor, a Tua Palavra diz que não há nada encoberto que não venha a ser revelado. Diante de Ti tudo está desnudado, inclusive a mentira. Que essa seja minha certeza. Em Cristo. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT