ABRA A BOCA PARA EDIFICAR

“O coração do justo medita o que há de responder, mas a boca dos perversos transborda maldades.” Provérbios 15:28.

Há um ditado popular que diz: “em boca fechada não entra mosquito”. Falar sem pensar é consumada tolice. Responder antes de ouvir é estultícia. Proferir palavras torpes e desandar a boca para espalhar impropérios e maldades é perversidade sem tamanho. Esse não pode ser o caminho do justo. Uma pessoa que teme a Deus precisa refletir antes de falar, saber o que vai falar e como vai falar. Uma pessoa íntegra gasta tempo pensando no que falar e em como falar. Suas palavras são verdadeiras, boas e oportunas. Transmitem graça aos que ouvem. Trazem edificação.

Jesus nos deu o Seu exemplo. Suas palavras eram espírito e vida. Sempre que abria a boca, as pessoas eram edificadas, consoladas e restauradas. 


As palavras têm um grande poder, tanto para edificar como para destruir; tanto para levantar como para derrubar. A vida e a morte estão no poder da língua. Precisamos, por isso, ser mordomos responsáveis da nossa palavra, pois elas jamais são neutras. Nossa língua precisa ser remédio para os enfermos, tônico para os fracos, refrigério para os cansados e alívio para os oprimidos.

Oremos
Senhor, quantas vezes já prejudiquei a mim e a outras pessoas por responder de forma irrefletida. Agora, pois, Te agradeço muito, pois recebo e aceito o desafio de mudar. Em Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT