ABENÇOADOS PARA ABENÇOAR

Por: Missionários Jairo e Kenia

Não é necessario ser um cristão para querer ser uma pessoa abençoada, e próspera. Muitas vezes, antes de poder ter e desfrutar de uma vida abençoada temos que aprender a passar por um processo durante a nossa vida, que vai de menos a mais, conforme nos acercamos a Deus e a Sua vontade para nós. Se não nascemos em um lar onde já tenha suficiente benção para nós, não devemos nos desanimar. Deus nos pode guiar, para que sejamos, por meio dEle, abençoados. Estas bençãos estão disponíveis para todos. 

O que acontece é que existe um processo que pode ser mais ou menos longo segundo o que Deus quer trabalhar em nossas vidas. Deus quer trabalhar nosso caráter para que estejamos prontos para ser usados por Ele e poder receber estas bençãos, e que ao mesmo tempo sejamos instrumentos nas mãos de Deus para beneficiar a outras pessoas e assim poder glorificar ao nosso Deus.

Uma pessoa que foi e é um exemplo tremendo, que passou por este processo até chegar a ser próspero em tudo foi José. Em sua vida vemos três etapas claras que ele passou até alcançar a plenitude de uma vida totalmente abençoada por Deus que até hoje nos inspira. 

Primera etapa, do seu nascimento até os dezesseis anos. Durante este tempo a sua familia estava se movendo de um lado para outro, sem ter um lugar fixo, sem poder edificar nada seguro, estável e permanente. Vivia de um lado a outro. Muitas vezes este estilo de vida, nos tira oportunidades ou nos impede de fazer algo que seja significativo, pelo mesmo sentimento de que amanhã tenho que me desfazer, vender ou deixar pela metade o que estou fazendo, e o sentimento que nos vem é de simplesmente não fazer nada, não começar nada. 

Segunda etapa, dos dezesseis aos trinta  anos. Nesta etapa ele é vendido como escravo e tem que se sujeitar à vontade de seus senhores, a sua vida parece incerta e as dificuldates são muitas. Inclusive ele foi acusado falsamente pela esposa de seu senhor, e termina em uma prisão, e esta é somente mais uma prova para o caráter de José. Pois na prisão serve com excelência e ganha a confiança de todos, até alcançar a liberdade. 

Última etapa, dos 30 anos até o final de sua vida, cerca de oitenta anos. José interpreta o sonho de Faraó e começa a trabalhar para ele (Gênesis 41:46). Durante esta etapa de sua vida que José pôde fazer grandes obras, ajudar a acumular alimentos durante sete anos para outros sete anos que viriam de fome. Ele se casou e teve dois filhos. Logo chegaram seus irmãos pedindo por alimento e José entendeu que ele chegou primeiro ao Egito para preparar o caminho para cuidar de sua família. Ele os perdoa e os cuida até a sua morte, sem exigir nada. José entende que Deus o tinha abençoado, ainda que teve que passar por um processo que não foi fácil, para então ser um homem abençoado, e agora tendo abundância poder abençoar a muitos. 

Quanto Deus tem te abençado durante a sua vida? A quantos você teve o privilégio de abençoar? Ou somos abençoadores ou somos acumuladores de bençãos, o que é contrario do que Deus quer. José quando viu que a fome apertava, abriu os depósitos do Egito e todos podiam ter acesso aos alimentos. José não foi um acumulador, mas um mantenedor. José entendeu que Deus o chamou para ser um canal para que Deus, por meio dele, pudesse abençoar a muitos. Romanos 15:4 nos afirma: "Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança”. 

Os escritos da vida de José são um bom exemplo para nós, para sermos não somente crentes abençoados, mas que sejamos também abençoadores.

Os Missionários Jairo e Kenia trabalham pela APMT no Peru.
Leia também ABENÇOADOS PARA ABENÇOAR (2)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT