NAIM, LÁGRIMAS ESTANCADAS

“Sentou-se o que estivera morto e passou a falar; e Jesus o restituiu a sua mãe.” Lucas 7:15.

Naim era uma pequena cidade da Galiléia, próxima de Nazaré. Ali morava uma viúva, cujo filho único ficou doente e morreu. Uma multidão tomada de tristeza e dor acompanhava aquela mãe desolada rumo ao cemitério para sepultar seu filho, sua esperança de amparo na velhice. No caminho, essa caravana da morte encontrou-se com a caravana da vida, liderada por Jesus. O Senhor viu aquela mãe aflita e disse: “Não chores”. As lágrimas que escorriam pela sua face inundavam também seu coração de grande desespero.

Jesus mandou parar o cortejo fúnebre, tocou o caixão e ordenou ao jovem morto a se levantar. AquEle que É a ressurreição e a vida tem poder para levantar os mortos, consolar os tristes e trazer esperança onde outrora só reinava a desesperança. Jesus devolve o filho à sua mãe, enxuga suas lágrimas e coloca em seus lábios um cântico de júbilo. 


Ainda hoje, Jesus pode visitar sua cidade, sua casa e sua vida. Aonde Ele chega, a morte não tem a última palavra, pois Ele transforma sua dor em refrigério, seu choro em folguedo, e seus trapos em vestes de louvor.

Oremos
Pai, desde a antiguidade não se ouviu, nem com os olhos se viu Deus além de Ti, que trabalha para aquele que em Ti espera. Age na minha casa, pois eu confio no Senhor. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT