MONTE DO GÓLGOTA

“Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo; tremeu a Terra, fenderam-se as rochas.” Mateus 27:51.

O Monte do Gólgota é chamado de caveira, pois ali, fora dos portões da cidade, os criminosos eram crucificados. No topo dessa montanha tosca, onde estava gravada na rocha uma caveira, Jesus depois de ser cuspido, humilhado e espancado pelos soldados romanos, foi pregado na Cruz. Suspenso entre a Terra e os Céus, desprezado pelos homens e abandonado pelo próprio Deus por causa de nossos pecados, Jesus suportando dores atrozes e vergonha indescritível, morreu pelos nossos pecados. 


Ele morreu não porque Judas o traiu por ganância, nem porque os sacerdotes o entregaram por inveja. Morreu não porque Pilatos o condenou por covardia nem mesmo porque os soldados o açoitaram com crueldade. 

Morreu porque o Pai O entregou por amor. A Cruz é a maior expressão do amor de Deus aos pecadores e a mais severa expressão da ira de Deus contra o pecado. Foi no Gólgota que Jesus pagou nossa dívida e triunfou sobre o diabo. Foi ali que Ele abriu para nós um novo e vivo caminho para Deus.

Oremos
Senhor Deus, na Cruz Teu único Filho cancelou a minha dívida impagável, perdoou os meus pecados e me fez experimentar de deliciosa comunhão conTigo. Exaltado sejas! Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL