CATECÚMENOS (11) LIDERANÇA ECLESIÁSTICA


LEITURA SEMANAL
Domingo    Êxodo 18:13-27
Segunda    Romanos 13:1-7
Terça    1 Timóteo 3:1-7
Quarta    Atos 6:1-7
Quinta    Hebreus 13:7,17
Sexta    Neemias 8:2-6
Sábado    Efésios 4:7-14

PARA DECORAR


“Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam.” 1 Tessalonicenses 5:12.

PERGUNTAS PARA REFLEXÃO E DEBATE


1 – A liderança da Igreja é infalível?
2 – “Só devo respeito a Deus”; este é um ensinamento bíblico?
3 – O que posso fazer para colaborar com a liderança da Igreja?

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES


Uma pergunta sempre se faz aos que desejam tornar-se membros da Igreja: “Você promete sujeitar-se às autoridades constituídas da Igreja, para seu ensino e governo, enquanto forem fiéis às Escrituras?” É um compromisso muito sério, visto que com o passar do tempo, a tendência social é a rebelião (2 Tm 3:1-5).

UM GOVERNO BÍBLICO


A Igreja Presbiteriana do Brasil não tem um cabeça visível, como um papa. Essa posição pertence exclusivamente a Jesus (Ef 1:22; Cl 1:18).

A – ASSEMBLÉIA GERAL


O governo de nossa Igreja é representativo, isto é, cada membro participa, votando na escolha de representantes ou sobre assuntos de maior importância, em uma Assembléia. Assim é estabelecido o Conselho da Igreja, que é formado pelos presbíteros, e a Junta Diaconal que é formada pelos Diáconos (Atos 6:2).

B – O PASTOR


Qualquer jovem vocacionado para o Ministério é enviado a um dos Seminários da Igreja. Antes de ser ordenado ao Sagrado Ministério é acompanhado e examinado pelo Presbitério, dentro dos estatutos da Igreja. Após essa jornada, assume a presidência do Conselho de uma Igreja local, em que será pastor. Na IPB o pastor é sustentado para fazer o trabalho em tempo integral (1 Tm 5:18). Ele poderá ser eleito pela Igreja, ou indicado pelo Presbitério (Hb 13:7,17; Ef 4:11-12).

C – OS PRESBÍTEROS


São eleitos pela maioria dos membros da Igreja em uma Assembléia. Formam o Conselho que tem funções administrativas e espirituais sobre a vida da Igreja. O mandato de um Presbítero dura cinco anos, podendo ser reeleito após o cumprimento de seu mandato (Tt 1:5; 1 Tm 3:1-7). Qualquer sugestão, crítica, solicitação ou denúncia dos membros, deverá ser encaminhada aos presbíteros.

D – OS DIÁCONOS


Também são eleitos em Assembléia, e assim como os presbíteros, têm mandato de cinco anos, podendo haver reeleição. Eles forma a Junta Diaconal da Igreja, cujos propósitos são: assistir aos irmãos necessitados, zelar pela ordem do Culto e pelo patrimônio da Igreja (1 Tm 3:8-10; At 6:1-7).

E – LIDERANÇAS DE SOCIEDADES INTERNAS


Para o crescimento na fé e união de todos, temos uma sociedade interna para cada faixa etária dos membros:
- até 11 anos UCP – União das Crianças Presbiterianas;
- de 12 a 16 anos UPA – União Presbiteriana de Adolescentes;
- de 17 a 35 anos UMP – União da Mocidade Presbiteriana;
- SAF – Sociedade Auxiliadora Feminina;
- UPH – União Presbiteriana de Homens.
Em algumas Igrejas há também a Sociedade de Casais Jovens, e a VEM – Viúvas Evangélicas em Missão. Suas diretorias são eleitas pelos sócios (Salmos 133).

F – CONCÍLIOS SUPERIORES


Cada Igreja está subordinada a um Presbitério que reúno no mínimo quatro Igrejas da mesma região. Cada Presbitério está subordinado ao um Sínodo que congrega no mínimo três Presbitérios da mesma região. Os Sínodos, por sua vez, estão subordinados ao Supremo Concílio, que é um órgão nacional. Em cada país, onde há Igreja Presbiteriana, há Supremo Concílio e o mesmo sistema de governo (Atos 15:6,22; 1 Tm 4:14).

G – ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL


É um departamento da Igreja de grande valor na edificação espiritual dos membros. É a maior escola do mundo, e por ser tão importante, existe em quase todas as Igrejas evangélicas. Na IPB a sua direção é nomeada pelo Conselho e reúne-se dominicalmente. Antes de sermos membros da Igreja nos tornamos alunos matriculados na EBD – Escola Bíblica Dominical (Ne 8:2-6).

CONCLUSÃO


O Manual Presbiteriano é um livro no qual, sem alterar princípios bíblicos, constam os termos que tratam do governo da Igreja, formando assim a sua Constituição. Obedecer às autoridades é um princípio bíblico. É gratificante e encorajador sabermos que estas autoridades foram instituídas pelo próprio Deus.


IPB de Vila Gerti - S.C.Sul / SP, Classe de Catecúmenos - Curso Preparatório para o Batismo e Profissão de Fé 03/08/14. Ministrado anteriormente: IPB de Vila Gerti em 11/11/12; 3ª IPB de Barretos / SP 06/11/11 Classe de Catecúmenos - Curso Preparatório para o Batismo e Profissão de Fé.
Catecúmeno: do grego "katekhoúmenos"; pessoa que se prepara e instrui, nos princípios da religião, para receber o batismo. 
Extraído e adaptado da revista "Nova Vida" de autoria do Rev. Simontom César de Araújo.
Leia o estudo anterior: A Eternidade, e o próximo estudo: Evangelizando.


SDG - A DEUS TODA GLORIA!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT