A PALAVRA DO MESTRE - A CASA DO PAI

Por: Rev. Nelson França
d
"Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR." Salmos 122:1.

Lembro-me com alegria o momento da chegada na casa de meu pai; seu abraço fraterno; seu sorriso. Hoje penso: quantas vezes mais deveria tê-lo visitado, ouvido mais das suas histórias, participado mais da sua vida.

Certamente isso o faria mais feliz, pois, minha ida à sua casa expressaria o quanto ele era importante para mim, e que estar com ele me dava prazer.

Mas, o tempo passou; e hoje, mesmo que eu quisesse, quem sabe num esforço, recuperar o tempo, resgatar aqueles momentos tão especiais, já não me seria possível. Como disse Davi acerca de seu filho que morrera: “Eu irei a ele, porém, ele não voltará para mim” (2 Samuel 12:23).

Creio que a nossa relação com a Igreja, casa de Deus, não deve ser diferente. Ir à Igreja, adorar a Deus em comunhão com os irmãos deveria ser algo desejável a todo cristão. Mas, infelizmente muitos desprezam ou ficam indiferentes quanto à sua vinda e participação efetiva na Igreja.

Muitos até declaram em alto e bom som, que não precisam vir à Igreja para adorar a Deus. Outros afirmam, até com certa glória, que possuem mais comunhão com Deus que muitos que freqüentam a Igreja.

Eu creio, que de fato pode haver algo de verdade nessas palavras. Contudo, é de se estranhar, que aqueles que dizem amar a Deus, não valorizem a sua Igreja, não amem a casa do Pai.

Jesus mais que qualquer crente conhecia a Igreja, sabia dos seus defeitos e virtudes. Mais que qualquer um, tinha o conceito claro do que é uma Igreja, construção, e adoração a Deus em Espírito.

Entretanto, ele valorizou a Igreja na Terra, ao ponto de certa vez quando estava ensinando no templo, e seus pais o procuravam, disse-lhes: “... cumpria estar na casa de meu Pai” (Lucas 2:49). Ou seja, Ele via o templo como “a casa de seu Pai”.

"Que pena Senhor! Que pena, que hoje, tantos cristãos pensam diferente de Ti. Que pena, que talvez, um dia também estes tentem resgatar o tempo pedido, mas poderá ser tarde demais. Dá-nos Senhor a tua benção e amor à tua casa."

O Rev. Nelson é pastor da IPB de Praia Grande  / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL