A PALAVRA DO MESTRE: BAMBU-REI

Por: Rev. Nelson França

Conta-se que o bambu-rei, somente após, aproximadamente, seis anos de plantado, é que começa a surgir na superfície do solo.

Isto é interessante, pois aquele que não o conhece e imagina tratar-se de um bambu de espécie comum, poderá depois do segundo ano, decidir tirar o broto que plantou e jogar fora, julgando que ele não vingará.

Entretanto, após seis anos, ele deverá apontar na superfície do solo, crescer muito e assombrosamente rápido.

Este processo de desenvolvimento do bambu-rei se contrapõe ao pensamento moderno, no qual que tudo deve acontecer rapidamente.

“Não há tempo para esperar”, grita a mente humana.

Os investimentos devem dar resultado imediato. A produção deve logo se fazer notória.

Sem dúvida alguma, o progresso da ciência e tecnologia, trouxe avanços que aceleraram o alcance de objetivos, que no passado demorava tempos para se obter.

Isto é algo tão interessante ao homem, que ele deseja aplicá-lo a todo o contexto da vida; e, quando as coisas não se processam num tempo rápido, como ele espera, este se exalta ou se desanima.

É necessário considerar, que muitas vezes a alegria vivida pela rapidez no alcance de um objetivo que aguardávamos, pode dar lugar à uma repentina tristeza, devido a algum fracasso ou falta de firmeza, porque as raízes não eram sólidas. É o caso da semente que caiu em solo rochoso conforme o texto de Mateus 13:20-21.


"O que foi semeado em solo rochoso, esse é o que ouve a Palavra e a recebe logo, com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, sendo, antes, de pouca duração; em lhe chegando a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza."

Desse modo, se os nossos objetivos “brotam” rápido, fiquemos alerta; consideremos o fato e sejamos sóbrios em nossa alegria.

Mas, se por outro lado, os objetivos a serem alcançados estão demorando, acalmemos o nosso coração, não desistamos, e nos lembremos do bambu-rei, pois o tempo de espera pelo resultado pode ser compensador.

Que Deus nos abençoe.

O Rev. Nelson é pastor da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT