OUÇA MAIS E FALE MENOS


“No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.” Provérbios 10:19.

Principalmente em tempos de tragédia, todos querem deixar seu recado, suas formulações teológicas, acusações e soluções. Mas a Bíblia nos alerta que quem fala muito também tem maior probabilidade de errar. Alguns brincam dizendo que a própria anatomia do corpo nos ensina essa verdade. Não temos dois ouvidos e uma boca por acaso. Precisamos ouvir mais e falar menos. Ou, conforme o ditado popular, “em boca fechada não entra mosca”.  


“Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tg 1:19)

Por esta causa é que falar nem sempre é a melhor opção. Sobretudo quando não se sabe o que se fala. “Falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia” (Jó 42:3). 


Muitas vezes a melhor palavra de consolação é dada sem som, só com lágrimas. “Chorai com os que choram” (Rm 12:15). Em certos momentos é tolice tentar elucidar todos os porquês e dar razões ao inexplicável. É preciso sensibilidade para saber que existe “tempo de estar calado e tempo de falar” (Ec 3:7). 

Quero desafiá-lo a ouvir mais e a falar menos.

Oremos

Pai do Céu, já errei muito por não saber controlar minha língua. Dispensa sobre mim a Tua graça e capacita-me a falar menos. Preciso ser um ouvinte melhor. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL