OUÇA MAIS E FALE MENOS


“No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.” Provérbios 10:19.

Principalmente em tempos de tragédia, todos querem deixar seu recado, suas formulações teológicas, acusações e soluções. Mas a Bíblia nos alerta que quem fala muito também tem maior probabilidade de errar. Alguns brincam dizendo que a própria anatomia do corpo nos ensina essa verdade. Não temos dois ouvidos e uma boca por acaso. Precisamos ouvir mais e falar menos. Ou, conforme o ditado popular, “em boca fechada não entra mosca”.  


“Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar” (Tg 1:19)

Por esta causa é que falar nem sempre é a melhor opção. Sobretudo quando não se sabe o que se fala. “Falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia” (Jó 42:3). 


Muitas vezes a melhor palavra de consolação é dada sem som, só com lágrimas. “Chorai com os que choram” (Rm 12:15). Em certos momentos é tolice tentar elucidar todos os porquês e dar razões ao inexplicável. É preciso sensibilidade para saber que existe “tempo de estar calado e tempo de falar” (Ec 3:7). 

Quero desafiá-lo a ouvir mais e a falar menos.

Oremos

Pai do Céu, já errei muito por não saber controlar minha língua. Dispensa sobre mim a Tua graça e capacita-me a falar menos. Preciso ser um ouvinte melhor. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT