DELICADEZA NO FALAR

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” Provérbios 15:1.

Note que o texto acima, do Livro de Provérbios, começa com a palavra resposta. Pressupõe que alguém já proferiu uma palavra provocativa. E a maneira como você vai responder pode desviar o furor ou provocar a ira. Nossa resposta é responsável pela sequência dos acontecimentos. Através de nossas palavras temos a oportunidade da escolha de promover a paz ou instigar o ódio. Em casa, no trabalho, na faculdade, no meio do trânsito, somos sempre desafiados a responder de acordo com a instrução de Provérbios. 


Parece que todos os dias surge alguém em nosso caminho a fim de nos testar. É preciso, pois, responder com calma e sabedoria. São comuns tragédias e crimes cometidos por causa de uma discussão tola, iniciada por uma resposta atravessada. Às vezes, como diz o ditado popular, a melhor resposta é o silêncio. Como o exemplo deixado por Jesus, o qual mesmo sendo “oprimido e humilhado, não abriu a boca; como Cordeiro foi levado ao matadouro; e, como Ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca” (Is 53:7).

Oremos
Senhor, reconheço que tenho sido pivô de grandes brigas pela forma com que tenho respondido às pessoas. Dá graça ao meu falar e sabedoria em minhas respostas. Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL