AMAR É USAR A VARA DA DISCIPLINA

“A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe.” Provérbios 29:15.

No ano passado, em comemoração aos 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o ex-presidente Lula encaminhou ao Congresso o Projeto de Lei que prevê punição para quem aplicar castigos corporais em crianças e adolescentes, inclusive preceitua o fim das chamadas “palmadas pedagógicas”. Felizmente, a lei ainda é só um projeto. Alguns educadores e psicólogos insistem em dizer que o tapa não educa. Evidentemente que não concordo com pais que maltratam seus filhos. Mas, se usadas com moderação e sabedoria, as palmadas não são atos de violência doméstica. “Não retires da criança a disciplina, pois, se a fustigares com a vara, não morrerá.” (Pv 23:3).

Pelo contrário, são demonstrações de amor (Pv 13:24). A Palavra de Deus é a nossa única regra de fé e prática. As Escrituras, sim, devem regular e balizar o modo de vida dentro de nossos lares. Entre a opinião de algum teórico da psicologia, jurista ou político, sobre educação de filhos, e a Bíblia, escolho o ensino bíblico. A Bíblia é o sopro divino a conduzir nossa família por águas tranquilas a um porto seguro.

Oremos
Santo Deus, a Tua Palavra é sabedoria. É o único Livro que transpõe tempos, costumes, teorias, e que gera vida. Quero construir meu lar sobre a Tua Palavra! Em nome de Jesus. Amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT