NÃO ARMAZENE ÓDIO

“O que retém o ódio é de lábios falsos, e o que difama é insensato.” Provérbios 10:18.

Há duas maneiras erradas de se lidar com o ódio. A primeira é a explosão da ira, quando o indivíduo como um vulcão desanda a difamar o próximo. Essa explosão começa com a agressão verbal e culmina na violência física. Gente destemperada transtorna a vida das pessoas à sua volta. A segunda maneira errada é reter a ira. Essas pessoas não explodem, não provocam um escândalo público, mantêm as aparências, mas azedam o coração e destilam falsidade com os lábios. Há muitas pessoas que vivem uma mentira.

Os lábios produzem palavras macias, mas o coração é duro como uma pedra. Os lábios tecem elogios, mas no coração trama-se a morte. Há um descompasso entre o que se sente e o que se fala, um abismo entre a boca e o coração. Tanto a explosão da ira como sua retenção são incompatíveis com a vida cristã. A solução não é ferir aos outros nem a nós mesmos, mas perdoar-nos mutuamente. Em vez de escondermos o veneno da maldade debaixo da língua, devemos abençoar uns aos outros. Só assim desfrutaremos de uma vida feliz.

Oremos
Deus de imensa graça, é com pesar que confesso minha dificuldade em perdoar os meus devedores. Livra-me do ódio. Ensina-me a perdoar como Tu me perdoaste em Cristo. NEle eu oro, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL