A ESTABILIDADE DO JUSTO

“O justo jamais será abalado, mas os perversos não habitarão a terra.” Provérbios 10:30.

Salomão mais uma vez faz um vívido contraste entre o justo e o perverso. Mais uma vez a idéia é ressaltar a estabilidade do justo e instabilidade do perverso. O justo mantém-se firme apesar da tempestade. Ele não é poupado dos problemas, mas nos problemas. Sobre a casa do justo também cai a chuva no telhado, sopra o vento na parede e batem os rios no alicerce. Mas a casa fica de pé, porque a construiu sobre a Rocha. Ele não será abalado não porque é forte em si mesmo, mas porque seu fundamento é o próprio Deus, a Rocha dos séculos.

O perverso, que muitas vezes aparenta ser inexpugnável e manifesta o poder do seu intelecto, do seu dinheiro e de sua influência política, será desarraigado levado pelo vento
como a palha. Ele não habitará a Terra da Promessa, não permanecerá na congregação dos justos. O perverso vive um vazio existencial e constrói para o nada, pois o que adianta ganhar o mundo inteiro e perder a alma? O justo herdará a Terra, pois tem Deus como sua herança e sua eterna fonte de prazer.

Oremos
Senhor, bênçãos e dificuldades recaem sobre justos e injustos. Mas o que os diferencia é o destino que cada um terá. Por isso, comprometo-me a buscar a herança maior. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PASTORES VOADORES

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT