A VERDADEIRA FAMÍLIA DE JESUS

Por: Rev. Ronaldo P. Mendes
d

“Vieram ter com ele sua mãe e seus irmãos e não podiam aproximar-se por causa da concorrência de povo. E lhe comunicaram: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem ver-te. Ele, porém, lhes respondeu: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a praticam.” (Lucas 8.19-21)

Deus estabeleceu o Seu povo para viver em família: “Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus,”(Ef 2.19). E esta família é diferente das famílias humanas. O laço que a sustenta é espiritual e não somente físico.

Em um dos seus ensinos, Jesus foi interrompido por seus irmãos e por sua mãe Maria. Fica-nos uma pergunta: Por que Maria não estava com seu Filho? – A resposta está no contexto. Quando Jesus pregava os fariseus e outros opositores O tachavam de endemoninhado: “Isto, porque diziam: Está possesso de um espírito imundo.”(Mc 3.30) – Eles blasfemavam e por isso Jesus disse que não tinham perdão (cf Mc 3.29). Os opositores de Jesus O chamavam de louco por anunciar o Reino de Deus e sua justiça. Assim, seus parentes foram induzidos, apesar da afeição natural, a removê-lo daquele público (cf Mc 3.21-22). Mesmo tendo cometido este erro, não significa que Maria não cresse nEle (cf Lc 1.46). Jesus não está ensinando que a família humana não é importante, pelo contrário (Mc 7.10-11). Ao ser crucificado, Ele mostra preocupação com sua mãe, deixando-a sob cuidados de João, o discípulo amado (cf João 19.26-27). No texto de Lucas vemos que a verdadeira família de Jesus tem duas características peculiares. Aqueles que fazem parte desta família:

OUVEM A PALAVRA DE DEUS (V.21A)

A família de Jesus - O relacionamento espiritual é mais forte do que qualquer vínculo humano. Jesus disse: “minha mãe e meus irmãos”. De fato o nosso relacionamento com Deus é um relacionamento de família. Jesus é o Filho de Deus, e veja o que diz sobre nós: “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.”(Rm 8.29). O próprio Deus estabeleceu este vínculo de amor eterno.

Esta família é composta de pessoas dispostas a ouvir os Seus ensinos - “Ouvem a palavra de Deus” –  No texto, o termo grego usado para “palavra” (logos), tem um significado muito rico. Por exemplo, em outros textos ela pode significar “pregação” (Jo 4.41; At 10.44); mensagem (Lc 4.32); profecia (Jo 2.22). No texto de Lucas 8.19-21 este termo pode ser traduzido por “ensino”, o ensinamento de Jesus. Ouvir o a palavra de Deus é ser ensinado por Ele e não somente escutar o que ele diz.

O coração da família de Jesus deve arder de desejo de ouvir a Seu ensino – Jesus, após multiplicar os pães e alimentar uma multidão que o seguia Ele passou a ensiná-la (cf Jo 6.1-59). Mas a Palavra pregada era dura, pois batia de frente com os “religiosos poderosos” e trazia a verdadeira mensagem de Deus. Assim o povo que estava ali, que pensava que o Messias iria somente sustentá-los com pão, vai embora (Jo 6.66-71), ficando somente os Seus discípulos. Então Jesus pergunta para eles: "… Porventura, quereis também vós outros retirar-vos?" (Jo 6.67), e Pedro diz: “… Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna; ”(Jo 6.67). Por que a família de Jesus ouve a Sua Palavra? Porque não existe outra, não há outro Deus, não há outra religião.

É impossível querer fazer parte da família de Jesus e não ter prazer em Sua palavra (ensino) que é a Palavra de Deus. Ler a Bíblia é ouvir esta palavra. Participar do culto, dos estudos é ouvir esta palavra. Como saber se a palavra que está sendo pregada é de fato a Palavra de Deus? Tenha comunhão com Ele; ore e leia. Assim você vai conhecer sua voz: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem.” (João 10.27). Aqueles que têm intimidade com Jesus saberão discernir a Sua Palavra da palavra do homem!

E por fim, Conforme o texto, aqueles que fazem parte desta família:

PRATICAM A PALAVRA DE DEUS (V.21B)

Que aproveito tem só ouvir e não praticar? – Em um dos de Seus ensinos Jesus disse: “E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.”(Mt 7.26-27). Muitos poderão até chamar Jesus de Senhor, no entanto não alcançarão misericórdia: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.”(Mt 7.21). E o que é fazer a vontade de Deus se não ouvir e colocar em práticas os Seus ensinos?

A prática da Palavra de Deus nos traz bênçãos (cf Tg 1.25) - “Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” – Deus recompensa os que são fiéis. Muitas vezes não recebemos bênçãos, não é porque Deus não quer dar, mas porque não somos obedientes. O que mais agrada o Senhor, sacrifício? Somente vir a igreja? Veja o que diz a Palavra: “Porém Samuel disse: Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros.”(1Sm 15.22). Deus quer que você obedeça a Sua Palavra!

A família de Jesus deve ser obediente a Ele (Mc 3.35) – O evangelista Marcos relata da seguinte forma: “Portanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, irmã e mãe.” Ouvindo e colocando em prática o ensino. Tudo o que Deus ensina sobre santidade (Ex 20.7); comunhão e amor (Rm 12.10); evangelização e misericórdia ao mundo que perece (Mc 16.15; Mt 5.7), etc. Tudo deve ser obedecido! Assim seremos a família de Jesus!

“E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia” (Mt. 7.26). Só ouvir a palavra de Deus não significa que você faz parte da família de Jesus. É necessário praticar: “Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência.”(Tg 1.23-24).

Conclusão

“Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.”(1Jo 2.17). Fazer a vontade de Deus, conforme o texto de Lucas 8.19-21 é ouvir e colocar em prática a Sua Palavra. Quando fazemos isso, o Senhor que é cheio de misericórdia, ainda nos abençoa. Sejamos fiéis ao Senhor e andemos como família de Cristo! Este texto nos ensina que os laços espirituais são muito mais importantes que os naturais.

Solus Christus.

Comentários