ESPAÇO MISSIONÁRIO - UM MÊS NO SENEGAL

PROJETO BRASIL-MBOUR

“Porque dEle, e por meio dEle, e para Ele são todas as coisas. A Ele, pois, a glória eternamente. Amém!” Romanos 11:36.

Já faz quase um mês que estamos aqui. Chegamos no dia 07 de Junho e passamos alguns dias em Dakar. Fomos recepcionados pela equipe da APMTS e ficamos hospedados na casa do Pr. José Dilson e Marli. Desde então muita coisa aconteceu e tem acontecido. Tentaremos compartilhar um pouco através deste e-mail, como segue abaixo.

Primeiras providências 


Fomos recebidos como missionários da APMT pela diretoria da APMT Senegal. A Clarissa já participou de uma reunião do departamento de saúde que estava organizando a recepção de equipes temporárias.

Providenciamos a compra das coisas básicas (geladeira a gás, fogão, gerador, máquina de lavar, utensílios de cozinha, roupa de cama, mesa e banho e outras coisas para a casa). Alugamos uma casa em Mbour (casa esta que deixamos pré-alugada em janeiro, quando da minha última visita ao campo). Ela é mobiliada (cama, sofá, mesa, colchão e armários). Isto facilitou muito nossa vida e nos possibilitou gastar menos agora no início.

Toda a equipe da APMTS, em especial o Pr. José Dilson e Pr. Marco Mota, nos acompanharam nas compras e demais atividades relativas à nossa chegada.

Através da secretaria da APMTS estamos providenciando alguns documentos. Esperamos que até o final deste mês, tudo fique pronto.

Deixamos documentos na embaixada brasileira para a confecção da nossa carteira. Mas, pelo que parece, vai demorar um pouco para sair.

Atividades

Já chegamos tendo que equilibrar o tempo para ajeitar a casa e adaptação com atividades do campo.

Na primeira semana já fomos até a aldeia e recebemos a clínica do representante da Mercy Trucks (uma organização da Inglaterra que doou a clínica). Infelizmente o caminhão que havia sido doado não foi utilizado por vários motivos e acabou sendo vendido. Mas a clínica ficou e agora em julho em companhia do representante da organização inglesa vamos terminar de instalar a água, estrutura para o esgoto e alguns equipamentos.

A Clarissa já teve várias oportunidades de conversar com mulheres senegalesas e inclusive já presenteou uma com uma Bíblia em francês. Ir às compras do dia-a-dia tem sido uma oportunidade rica para compartilhar o porquê estamos aqui, sem impedimento.

Já acompanhei o Pr. Marco Mota em visitas a aldeias, oramos por várias pessoas, auxiliei-o no orçamento de material para construção de uma Igreja em uma das aldeias onde a APMTS ganhou um terreno.

Cultos

Desde que chegamos a Mbour, em nossa casa, iniciamos os cultos dominicais. Neste domingo completamos nosso quarto domingo e celebramos a Santa Ceia. Inicialmente os cultos ainda são em português e conta com a presença dos missionários da APMTS que habitam em Mbour e brasileiros que estão visitando o campo. Tem sido muito bom. No próximo domingo pretendemos iniciar os cultos na aldeia, mesmo com a dificuldade do francês.

Sei que isso é difícil e que pode gerar alguns risos nos nacionais e em outros missionários. Mas não vamos nos intimidar. Afinal de contas é Deus que convence mesmo e não o meu francês.

Escola das crianças

Já matriculamos as crianças na Ecole Française Jacques Prévert. As aulas começam dia 12 de setembro (o calendário escolar segue ao francês). Nesse período que antecede o início das aulas, as crianças farão aulas particulares. Já estão fazendo três vezes por semana e o desafio é grande. Mas louvamos a Deus pela matrícula na escola, já foi uma vitória.

Problemas


Desde que chegamos nos deparamos com um país que tem escassez de quase tudo. Água e energia elétrica estão na lista e têm sido um grande problema, não só para a gente, mas para toda a nação. Falta energia e água todos os dias em uma média de 10 a 15 horas por dia. Na semana passada ficamos três dias diretos sem energia na cidade. Isso impossibilita o bombeamento de água e conseqüentemente esta não aparece nas torneiras.

O povo se revoltou e impulsionados pela falta de energia e água houve algumas manifestações populares em várias cidades do Senegal, inclusive Mbour. Em Dakar a situação agravou-se devido questões políticas e religiosas. O povo saiu para as ruas contra o presidente e sobrou para algumas Igrejas cristãs (7 foram incendiadas). Hoje as coisas já estão mais tranqüilas, porém a falta de água e energia continua.

No ano que vem o Senegal terá eleições (dia 04 de Abril) e o presidente fará tudo para permanecer no poder, mesmo estando no seu segundo mandato que já foi prorrogado. Isso certamente culminará em outras manifestações. Orem pelo Senegal, pelos missionários e Igrejas cristãs que são minoria e acabam sofrendo com a fúria de uma nação com maioria mulçumana.

Bênçãos

Deus tem feito muito mais do que pensamos. Em menos de um mês já estamos instalados. Tivemos recursos para comprar o que era necessário. Já matriculamos as crianças na escola. Já pudemos ajudar pessoas e investir em outras.

Através de um empréstimo que fizemos e das ofertas provindas do culto de envio conseguimos comprar um carro 4×4 ano 2007. Pagamos um bom preço, pois o dono é um oficial do exército francês que está deixando o país agora em julho. Ele estava um pouco ansioso para vender. Agora estamos regularizando os documentos. Tudo isso é benção! Louve ao Senhor conosco!

Recepção de equipes

Agora em julho já recebemos uma equipe de dentistas que vão permanecer até dia 16. Daremos apoio logístico a essa equipe que trabalhará em aldeias próximas a Mbour e depois irá para Dakar.

Estamos na expectativa em receber uma equipe de Barretos. Eles virão para trabalhar na aldeia, implantando projetos simples e funcionais na melhoria de vida do povo (fogão solar, banheiro seco e fossa séptica biodigestora). Orem por isso.

Projeto Brasil-Mbour


O terreno que compramos em 2010 ainda não está regularizado no governo. Isso nos impossibilita fazer alguma coisa. Já a administração do projeto Obadias ainda permanece com o Pr. José Dilson, porém já iniciamos um trabalho de apoio e consultoria nas construções. Foi iniciada a construção de uma caixa d’água.

Esperamos que em agosto já tenhamos condições financeiras para iniciar algo mais palpável no que tange a estrutura física do projeto e manutenção e funcionamento da clínica odontológica. Esta deve iniciar suas atividades com o povo da aldeia em Sintion Mbadane em setembro, após o início das aulas das crianças.

No Google maps 14.397553,-16.924905 é a coordenada do projeto. Dá para ver nossa casa em construção (é a redonda, a esquerda, a que tem laje). Dá para ver o campo, o containner e o alojamento. Dê uma olhadinha.

Família

Estamos todos bem! As crianças estão gozando de saúde e aproveitando tudo. A Heloísa, como sempre, soltou suas pérolas. Ela disse: “Gostaria que essa casa e essa praia fossem em Matão ou Barretos”. E falando sobre o que não gostou no Senegal ela disse: “o cheiro – quando não cheira peixe podre, cheira xixi de bode”. Rssss.

A Eduarda está empenhada nos estudos e atenta a tudo que acontece ao nosso redor. Inclusive sobre os problemas do Senegal. Ela antes que a gente perceba já solta uma palavra sobre assuntos de adultos. Tentamos preservá-los dos assuntos complicados, mas a Duda não deixa nada passar.

Já o Samuel está curtindo o novo, já está respondendo em francês para a professora nas aulas particulares. Porém em casa ele sempre pede: “Pai! A gente pode falar na nossa língua?”, ou então: “põe um filminho na língua que a gente entende”. Eles são especiais. Temos procurado manter o máximo de conforto possível para as crianças e elas têm reconhecido e estão agradecidas. Falam com o Brasil quase todo dia, quando ligamos o gerador.

Já a Clarissa tem sido abnegada como sempre. Toda essa mudança tem servido para passarmos mais tempo juntos e aproveitarmos as pequenas coisas. Para a sua alegria não tem tido energia o suficiente para ela passar roupas. (Rssss). É o lado bom da história. (Rssss).

Pedidos de Oração

1 – Louve e agradeça a Deus pela nossa chegada, bênçãos recebidas e início do trabalho;

2 – Louve e agradeça a Deus pela nossa saúde e ânimo;

3 – Louve e agradeça a Deus pelos parceiros do Projeto Brasil-Mbour que tem segurado a corda e nos apoiado aqui;

4 – Ore pela nossa família no Brasil e amigos;

5 – Ore por segurança e proteção nossa, dos demais missionários e da Igreja no Senegal;

6 – Ore pelas equipes que estarão trabalhando no Senegal neste mês de julho (férias no Brasil);

7 – Ore pelo início da Igreja em Sintion Mbadane e pelo culto do próximo domingo;

8 – Ore para que tenhamos os recursos para as construções e estrutura física do projeto;

9 – Ore para que Deus dirija a escolha de funcionários e obreiros que trabalharão conosco;

10 – Ore pelos nossos filhos no que se refere ao aprendizado do francês;

11 – Ore pelo Samuel que completa 4 anos dia 15 de julho, por mim que completo 36 anos dia 25 de Julho e pelo nosso casamento, completamos 12 anos dia 10 de julho.

Obrigado!

Um grande abraço gostoso em todos.

NELE,

Rev. Everton Matheus, Clarissa, Duda, Helo e Samuel
Projeto Brasil-Mbour/Senegal/África
FONE 00×221339573595.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL