O VALOR DE UM PASTOR

Por: Norma Penido 

O valor de um pastor não é medido por sua popularidade, poder de persuasão ou quantidade de pessoas que atrai, mas sim por seu caráter e fidelidade a Deus (Jo 6:66-67).

O valor de um pastor não é medido pela aprovação de homens, mas pela aprovação de Deus. O pastor é segundo o coração de Deus e não segundo o coração dos homens (Jr 3:15).

O valor de um pastor não é medido pelo tamanho de sua Igreja, mas por suas qualidades éticas, morais e espirituais.

O valor de um pastor não é medido pelo volume das entradas financeiras de sua Igreja, mas por sua capacidade de suprir seu rebanho com a Palavra de Deus.

Há pastores que se preocupam com a lã. Há pastores que se preocupam com as ovelhas.

O valor de um pastor não é medido pelo salário que ganha, mas pelo serviço que presta.

O valor de um pastor não é medido por sua capacidade política e de articulação, pois muitas vezes ele deixa de ser “politicamente correto”, para permanecer justo e reto diante de Deus.

O valor de um pastor não é medido pelos cargos que ele ocupa na denominação, mas pelo serviço que presta à Obra de Deus.

O valor de um pastor não é medido pela satisfação de seus ouvintes, mas por sua pregação coerente aos valores do evangelho bíblico capaz de transformar vidas. A sua mensagem, ao invés de massagear o ego humano, às vezes desagrada por confrontar o ouvinte com a verdade.

O valor de um pastor não é medido pelo seu poder ou status, mas por sua submissão e obediência a Deus.

O valor de um pastor não é medido por sua autossuficiência. O poder de Deus se aperfeiçoa na fraqueza de homens que às vezes julgamos fracos e incapacitados (2 Co 12:9).

O valor de um pastor não é medido por sua condição física, mas por sua condição espiritual.

O valor de um pastor não é medido pela quantidade de amigos ou pessoas que o rodeiam, mas sim por seu amor às pessoas.

O valor de um pastor não é medido pelos seus discursos, mas pela autoridade de seu viver (Mt 7:9).

O valor de um pastor não é medido pelo crescimento quantitativo ou não da membresia de sua Igreja, mas pelas transformações que suas mensagens geram em seus ouvintes. Há por aí templos cheios de pessoas perdidas, e Igrejas pequenas onde pessoas experimentam a salvação em Cristo.

O valor de um pastor não é medido por seu poder de empolgar sua Igreja ou platéia, pois seu chamado é para pastorear, e não para “animar” auditório.

O valor de um pastor não é medido pelas crises que passa ou deixa de passar, mas pela maneira como se comporta em momentos difíceis.

O valor de um pastor é medido por critérios divinos e não humanos. O pastor é dependente de Deus, e não de homens; o pastor é homem frágil e pequeno, por meio do qual Deus realiza coisas grandes e extraordinárias.

O pastor sabe que seu chamado é para pastorear e não para gerir empresas; ele não se preocupa com números mas com a saúde de suas ovelhas.

O verdadeiro pastor não se “contextualiza” ao mundo, mas se esforça para tirar vidas do mundo; o pastor de valor forma valores.

Se você tem um pastor, agradeça a Deus, ore por ele e ame-o!


EU SOU UM PASTOR 

Pastor... Se algum dia te chamarem por um nome que não seja o teu... Se mentindo, disserem a teu respeito, coisas que venham a ferir o teu coração...

Se os teus companheiros te virarem o rosto, te negarem um sorriso, ou até mesmo a saudação... Se precisares de ajuda e todas as portas se fecharem diante de ti...

Se buscares a Deus em oração, e te faltarem palavras para falar com Ele... Se abatido, chegares a duvidar da tua chamada e das promessas de Deus para tua vida...

Ainda assim... Não temas, porque sobre ti brilha o Sol da justiça. Como os ramos que se dobram durante a tempestade, tu não permanecerás curvado. 

Mas... Levantarás o teu cajado com firmeza e triunfarás sobre todas as fraquezas, injustiças, mentiras e perseguições, porque entre muitos, tu és um daqueles que pode dizer: “Eu sou um pastor!”

Colaboração Rev. David Cestavo, IPB Central de Lavras / MG.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL