NOME BONITO E VIDA FEIA

“(...) nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados (...)” Hebreus 12:15.

Absalão era filho do rei Davi. Além de príncipe era o mais bonito da sua nação. Para aumentar a sua popularidade, ainda ostentava um nome fabuloso: Absalão, que significa "o pai da paz". Era um dos moços mais cobiçados da sua geração. Porém, com tantos pontos a seu favor, jogou a vida no ralo. Não soube administrar seus sentimentos. Não soube honrar seu nome. Absalão podia ser tudo, menos o pai da paz. Quando sua irmã Tamar foi violentada por Amnon, Absalão tomou a decisão de matá-lo em vez de confrontá-lo.

Em vez de resolver as pendências com seu pai, Davi, resolveu conspirar contra ele, roubando o coração do povo, e marchando com seu exército para tomar o trono do pai. Absalão morreu e Davi chorou. Aquele jovem que era tão bonito viveu uma vida feia. Jogou fora suas oportunidades. Inundou sua alma de amargura. Azedou seu coração e foi destruído pelo ódio. Absalão não foi o pai da paz, mas o pai do rancor. Sua vida negou seu nome. Sua história destruiu seu futuro por causa de seus sentimento. 


Cuidado com seus sentimentos!

Obs.: A história de Absalão encontra-se no Segundo Livro de Samuel, a partir do capítulo 13. 

Oremos
Arranca de dentro de mim, Senhor, todos os sentimentos que insistem em me machucar. Não quero ser refém da amargura e do ódio. Que a Tua paz reine em meu coração. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT