FLECHAS NAS MÃOS DO GUERREIRO

“Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” Provérbios 22:6.

O Salmo 127 apresenta sugestiva figura dos filhos como flechas na mão do guerreiro. Quando se pensa numa flecha, três idéias vêm à mente: a primeira é que um guerreiro, antes de usar suas flechas, precisa carregá-las nos ombros. As mães carregam os filhos no ventre e os pais os carregam nos braços. Nossos filhos precisam de cuidado, proteção e amor. Precisamos temperar disciplina com encorajamento; exortação com consolo. 


A segunda idéia é que um guerreiro carrega suas flechas para lançá-las para longe. Os pais não criam filhos para si mesmos. Eles preparam os filhos para a vida. E, muitas vezes, lançam os filhos para longe, para atender os projetos de Deus. Os nossos filhos não são nossos; são de Deus e devem estar a serviço dEle. 

A terceira idéia é que um guerreiro não desperdiça suas flechas: as lança num alvo certo. Também os pais devem preparar os filhos para serem instrumentos de bênção. Os pais não desperdiçam os filhos. Eles devem ser criados com sabedoria para serem bênçãos na família, na Igreja e na sociedade.

Oremos
Senhor, a Tua Palavra diz que Tu concedes graciosamente sabedoria aos que Te pedem. Necessito dela para ser um pai (ou mãe) segundo o Teu coração. Derrama unção sobre mim. Em nome de Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT