A PALAVRA DO MESTRE - DÉBITO OU CRÉDITO?

Por: Rev. Nelson França

Certamente já lhe dirigiram esta pergunta quando fez uso do seu
cartão de crédito. Nesse contexto a melhor opção, sem dúvida alguma, é o débito, pois significa que está pagando à vista; não ficará nenhuma dívida. Entretanto, de um modo geral, o débito não é favorável; e, sim, o crédito. Ter débito ou estar em débito, significa estar em dívida; e estar com crédito, significa estar com saldo positivo.

Aplicando este conceito à vida, podemos afirmar que é sempre bom
ter crédito. Crédito com os amigos, na família, na vida profissional, etc. O crédito sempre nos beneficia. Um exemplo “espirituoso” ocorre, quando o Sr. José Luís e Dna. Lucilla, por alguma razão, deixam de vir na reunião das terças às 6:30 hs (eles não faltam – que exemplo!!!), e o Sr. José Luís vem depois, carinhosamente, explicar a razão, e eu sempre lhe digo, brincando – fique tranqüilo Sr. José Luís, vocês têm crédito.

Ou seja, o crédito é o que nos alivia nos nossos débitos. Portanto, é
sempre bom juntar créditos, nunca sabemos quando vamos precisar deles. Contudo, não podemos ignorar o cuidado que devemos ter no seu uso, pois, para juntá-los, às vezes são necessários anos de esforço, dedicação, renúncias; mas, para perdê-los, às vezes, basta um gesto, uma
palavra, uma atitude.

Mas ainda assim, como é bom ter crédito! Muitas vezes é por causa
deles que somos ouvidos, suportados, aceitos, perdoados, recebemos nova chance; é ainda em nome deles, que em geral, ousamos reivindicar. Portanto, cuide de seus créditos com carinho. Evite ao máximo, expô-los a riscos. Se perceber que os está perdendo, corra atrás deles, se esforce ao máximo para reavê-los e não desista deles, como alguns já desistiram. Nunca é tarde demais para reavê-los; todo esforço vale a pena.

O filho pródigo tinha perdido todos seus créditos, mas, arrependeu-se,
voltou, foi recebido pelo pai e teve de volta todos os créditos perdidos. Como estão os seus créditos? Tem cuidado deles devidamente? E os créditos que porventura perdeu, tem se esforçado por reavê-los? Que Deus nos abençoe com os créditos mais excelentes.

O Rev. Nelson é pastor titular da IPB de Praia Grande / SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL