LEMBRE-SE DO DIA DAS TREVAS

Creia! Depois da tempestade vem a bonança...
Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP
Pastoral Boletim 03.04.11

Estudo Bíblico 07.04.11

"Porém, se o homem viver muitos anos, e em todos eles se alegrar, também se deve lembrar dos dias das trevas, porque hão de ser muitos. Tudo quanto sucede é vaidade." Eclesiastes 11:8.

O livro de Eclesiastes (ou "O Pregador") é também chamado de "Livro da Sabedoria de Salomão", escrito por ele mesmo o rei mais sábio que Israel teve. "Eclesiastes tem sido considerado uma obra apologética, isto é, uma tentativa de defender a fé em Deus através de respostas a argumentos negativos. (...) O livro freqüentemente parece expressar uma perspectiva secular, argumentando que a vida não tem sentido. Diante de tais argumentos o autor chega à conclusão de que a fé em Deus é o único caminho para a realização humana. (...) Eclesiastes é dirigido ao povo de Deus (...) àqueles que conhecem os Seus caminhos, mas os acham difíceis e perturbadores." (A Bíblia de Genebra, pg. 768).

No versículo citado acima (Ec 11:8) notamos essa característica considerada por muitos como negativista; porém, numa releitura fria e racional, isenta do emocionalismo tão comum à nossa cultura, concordaremos que é uma visão realista da vida. O sentido é que por mais que tenhamos alegrias na vida, haverá também o dia das trevas, que nada mais é do que o dia da dor e da tristeza. Deus nunca nos enganou, Ele jamais disse que a vida seria como um caminho coberto de pétalas de rosas. Pelo contrário, devemos nos preparar para o dia mau (Ef 6:13), porque nesse mundo teremos aflições (Jo 16:33). Confiemos no Senhor Jesus, que nos anima e fortalece. Ele venceu! NEle nós também venceremos (Sl 34:19; Rm 8:37).

Por fim, devemos nos lembrar do dia de trevas, diz o texto sagrado. Isso porque em tais dias é que geralmente aprendemos grandes lições com o nosso querido e amado Deus. Se Ele nos permite passar por tais situações, é porque tem algo a nos ensinar (Sl 119:71). Podemos não entender muitas coisas,mas sabemos que o dia de trevas existe para nos aproximar mais do Senhor, buscando nEle o refúgio e as forças de que necessitamos para vencer as lutas da vida. Lembremos sempre disso...

Como iremos passar por este dia? Louvando e glorificando, ou murmurando e blasfemando? Que possamos aprender a confiar mais e mais em Deus, e depender dEle sempre.

Uma ótima semana e que Deus te abençoe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL