FELICIDADE COMO MIRAGEM

“Naquela mesma noite, 
foi morto Belsazar, rei dos caldeus.” Daniel 5:30.

O profeta Daniel registra no seu livro a festa de Belsazar, rei da Babilônia. Aquela foi uma festa cheia de pompa e luxo. Os convidados foram escolhidos a dedo. Era gente da nobreza. Havia muita bebida, muita "diversão" e pecado. Até mesmo os vasos sagrados saqueados do templo de Jerusalém foram trazidos para serem usados naquela festa pagã.

Os deuses da Babilônia eram invocados e o Deus de Israel escarnecido naquele banquete do pecado, mas a alegria promovida pelo álcool e a felicidade prometida pelo pecado duram pouco. Naquela mesma noite, a cidade da Babilônia que parecia inexpugnável estava sendo tomada pelos medo-persas. Naquela mesma noite, o rei com toda a sua glória estava destinado à morte. Naquela mesma noite, o julgamento de Deus caiu sobre aquelas pessoas e a alegria da festa transformou-se em desespero fatídico. No banquete do pecado, a festa não dura para sempre, pois a felicidade verdadeira só habita nas tendas da santidade.

Ore
Senhor, eu não quero buscar alegria a qualquer custo, pois tem consequências amargas. Porque depois de breves momentos de alegria, vem o desespero. Quero estar sempre contigo. Por Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL