QUEREMOS MAIS DE DEUS

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP
Semana de Oração 01.02.11

Ezequiel 37:1-14

O texto é riquíssimo em suas lições. Existe um paralelo entre a história de Israel no AT e a Igreja. Talvez porque a Igreja é o próprio Israel de Deus na face da Terra (Rm 2:28-29).

A visão de Ezequiel se referia ao povo de Deus (vs.11), aqueles ossos secos representavam a vida espiritual do povo de Deus. Que triste... A história se repete... Quantos crentes hoje vivem como ossos secos no meio do nada, no meio do deserto.
 

Esse povo, outrora temente a Deus e rico em boas obras, estava agora sem esperança, diziam "pereceu a nossa esperança". Era como se dissessem uns para os outros: "acabou, não tem mais jeito".

Semelhantemente as tribulações do nosso dia a dia têm o poder de nos desanimar e nos abater. Quantos sucumbiram diante das tentações, diante das enfermidades e limitações da vida. Quantos que corriam bem e do Senhor hoje estão?

Mas Deus, em Sua infinita bondade e misericórdia envia a Sua Palavra (vs.4). "PROFETIZA!" disse Ele ao profeta. Nós somos o povo que tem a Palavra de Deus nas mãos, "profetizar" em nosso contexto não significa predizer o futuro das pessoas, mas em proclamar a Palavra de Deus. Comecemos por proclamá-la em nossas próprias vidas, em nossas casas, lares, casamentos, cônjuges, filhos, etc.

A Palavra de Deus gera vida, transforma situações, faz tudo novo na vida daquele que verdadeiramente crê em Deus. Aqueles ossos outrora totalmente secos e sem vida foram transformados em um exército (vs.7-8). Deus trabalha em nossas vidas através de Sua Palavra de um modo ordeiro e gradativo, constante e progressivo, disciplinado e maravilhoso. Porém, eles estavam caídos no chão como mortos porque não havia neles espírito (vs.8b).

Nós podemos nos assemelhar a eles como pessoas e como Igreja. Podemos ter tudo para fazer a obra de Deus e ainda assim não conseguirmos ganhar uma batalha... Podemos ter tantos recursos e não conseguiremos nenhuma conversão, nenhuma alma, nada absolutamente, se não tivermos a unção do Espírito Santo. É o Espírito de Deus que faz a obra em cada coração. Não desprezemos o Espírito Santo de Deus (Ef 4:30; 1 Ts 5:19).

No texto sagrado Deus ordenou ao profeta e clamasse aos quatro ventos (vs.9,10). Então foi-lhes dada vida, e eles se colocaram de pé. Que Deus derrame sobre nós mais e mais da Sua santa presença para que também nos coloquemos de pé para realizarmos a Sua obra bendita (Lc 11:13; Ef 5:18).

Deus seja louvado!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL